80 anos passaram desde que o regime Nazi baniu definitivamente a chamada arte degenerada considerada “cosmopolita e comunista”.

Em 1937, uma exposição foi montada com o fim de estigmatizá-la publicamente, ao mesmo tempo decorria, apenas a uma curta distância, uma outra exposição dedicada à arte puramente ariana.

No mesmo período, sob as ordens de Hitler e Goering, tomou início a pilhagem de peças de arte clássica. Estas obras iriam ocupar o espaço que o Führer planeava tornar no Louvre de Linz, um projeto que nunca iria passar do papel.