A Warner Bros. divulgou algumas curiosidades sobre o próximo filme de Todd Phillips. “Joker” tem estreia marcada para a próxima quinta-feira.

“Joker”, um dos mais aguardados filmes deste ano, vencedor de três prémios no festival de Veneza, incluindo o Leão de Ouro, está prestes a estrear e a Warner Bros. decidiu revelar  algumas curiosidades desta longa-metragem. Realizado por Todd Phillips, o criador da trilogia “A Ressaca”, “Joker” deve o argumento a Phillips e Scott Silver (“The Fighter – Último Round”).

Ver também: Há nova imagem oficial dos “Cavaleiros de Ren”

Todd Phillips e Joaquin Phoenix no festival de Veneza.

O filme que conta com Joaquin Phoenix (“Uma História de Amor”) no papel principal, reúne também um elenco  repleto de nomes de grande prestígio, como os de Robert De Niro (“Taxi Driver”), Frances Conroy (“Sete Palmos de Terra”), Bill Camp (“12 Anos Escravo”), Shea Whigham (“Procurem Abrigo”), Zazie Beetz (“Atlanta”), Brett Cullen (“Sob Suspeita”) e Brian Tyree Henry (“Se esta Rua Falasse”), entre outros.

“Joker” revelará uma nova abordagem à personagem, contando uma história construída de raiz sobre a origem do temível vilão, que dá pelo nome de Arthur Fleck, tendo por base apenas as personagens e o ambiente do mundo de Batman.

Apresentamos então algumas curiosidades sobre este “Joker”.

Começando pelo ambience do filme, embora este tenha a sua ação no início da década de 1980, o realizador Todd Phillips preferiu utilizar carros da década transata por achar que retratava com mais precisão a sua visão sombria do filme.

“Joker” passa-se na cidade fictícia de Gotham. A ação de Gotham Square foi filmada no cruzamento das ruas Broad e Market de Newark. Esse cruzamento é conhecido como Times Square de Newark. A sua arquitetura e atmosfera assemelham-se à Times Square de Nova Iorque de há quase 40 anos.

Continuando a abordar a produção do filme, 20 cruzamentos em Newark, Nova Jérsia, foram interditados ao acesso público enquanto as filmagens ocorriam no local, com uma equipa de 29 polícias que patrulhavam a área de forma a garantir que o tráfego, tanto de veículos como de pedestres, fosse assim direcionado para vias alternativas.

O designer de produção Mark Friedberg (“Ligações Perigosas”) desenhou um mapa de trânsito de Gotham City, que pode ser visto nas várias estações de metro que aparecem no filme.

O surgimento de Arthur Fleck como Happy the Clown e alguns dos seus movimentos foram diretamente inspirados na personagem de Charlie Chaplin, Little Tramp. O estilista vencedor de dois Óscares, Mark Bridges (“Linha Fantasma”), concebeu a roupa de Happy the Clown com alguns pormenores de forma a invocar a imagem clássica de Chaplin.

No filme, Arthur Fleck, personagem de Phoenix, mantém um diário pessoal cheio de desenhos, que foi projetado e criado pelo departamento de objetos. Joaquin Phoenix escreveu as primeiras linhas do mesmo para que a caligrafia fosse digitalizada de forma a que pudesse ser recriada por artistas de produção.

Ainda no que toca à preparação do filme e, mais concretamente da sua personagem, Phoenix perdeu cerca de 23,5 kg. Para tal, Joaquin  comia pouco mais do que uma maçã por dia.

Esta é a primeira vez que Joaquin Phoenix contracena com De Niro…

No filme, os interiores da Wayne Hall foram filmados em Brooklyn, dentro do Kings Theatre. Este lendário teatro de 3676 lugares que foi inaugurado em 1929 e fechado em 1977. Recentemente, este foi renovado, tendo um surpreendentemente custo de 93 milhões de dólares. Foi posteriormente reaberto em 2015 como um local de artes cénicas.

Para as cenas que se passam no set do programa “Live with Murray Franklin”, onde a personagem de De Niro é a anfitriã, foram contratadas 287 pessoas para retratar os membros da plateia. Don Lee, o diretor do Saturday Night Live esteve presente para garantir a autenticidade das cenas.

Esta é a primeira vez que Joaquin Phoenix contracena com De Niro, ator que Phoenix admira bastante.

Por fim, a banda sonora de “Joker” é uma parte fundamental na construção da atmosfera que o realizador queria para o filme. Ele trabalhou pela primeira vez com a compositora islandesa Hildur Guðnadóttir (“O Primeiro Encontro”). Hildur começou a contribuir com partituras desde a sua primeira leitura do roteiro.

“Joker” tem estreia marcada nos cinemas portugueses para o  próximo dia 3 de outubro.