10 iguarias do Cinema que saltariam do ecrã para a tua boca

IGUARIAS

O Natal já passou, mas com ele vieram as iguarias tradicionais, bem como os filmes da praxe. Hoje falamos sobre os que nos deixam com água na boca.

O cinema tradicional tem a capacidade para estimular dois dos nossos sentidos: a visão e a audição.

Com a evolução da tecnologia, podemos agora entrar em salas  que nos abanam, atiram água e cheiros à cara para tornar a experiência bem mais imersiva.

No entanto, mesmo no conforto das nossas casas, por vezes a arte é suficiente para levar as nossas barrigas a rugir.

Ficam aqui 10 iguarias que fizeram com que o nosso estômago empunhasse as rédeas.

Lembas, da trilogia de “O Senhor dos Anéis”

Lembas LordTambém conhecido como “pão de viagem” ou “pão dos elfos”, é um pão extremamente nutritivo que se mantém fresco durante meses quando embrulhado em folhas de mallorn (uma espécie de árvore gigantesca que cresce apenas numa região de Númenor).

A arte de preparar Lembas é mantida no segredo dos elfos e a receita desta iguaria raramente era partilhada com não-elfos.

Toda esta exclusividade poderá deixar os mais curiosos com vontade de comprar um bilhete e embarcar numa excursão gastronómica pela Terra Média, por isso mesmo Lembas abre esta lista.

Shawarma ou Xauarma, de “Os Vingadores”

Avengers Shawarma

“Os Vingadores” é, fundamentalmente, uma história sobre união. É um filme onde podemos ver alguns dos nossos super-heróis favoritos a entrar em conflito apenas para perceberem que estão todos do mesmo lado e que terão que unir esforços para derrotar o verdadeiro vilão.

Quem trabalha em equipa sabe que derrotar um vilão de um reino místico é muito bom, mas nada melhor que uma refeição para unir um grupo de pessoas e é isso que vemos na cena final do filme: os Vingadores unidos a comer shawarma.

Tenho que admitir, não sabia o que era “shawarma”, apesar do nome dar uma dica sobre as suas origens no médio oriente. No entanto, os 143 minutos do filme deixaram-me com fome e essa cena deixou-me com vontade de provar o que se revelou ser uma refeição composta por pedaços de carne assados com legumes em pão árabe.

Batido de 5 Dólares, de “Pulp Fiction”

Pulp Fiction BatidoÉ um batido. Correcção, é um batido demasiado caro, pelo menos para a economia americana de 1994, e nem sequer leva um bocadinho de bourbon.

Em “Pulp Fiction”, Mia Wallace (Uma Thurman) pede um desses batidos.

O batido em si não tem grande significado para o resto do filme. Começa como uma simples bebida branca não muito atraente, mas que se torna mais e mais apetitosa à medida que o tempo passa e a conversa flui, chegando ao ponto em que até Vincent, que inicialmente se mostra céptico, decide provar.

Donuts, de “Os Simpsons: O Filme”

Simpsons DonutsQuem conhece a família Simpson, conhece o Homer Simpson. E quem conhece o Homer Simpson, conhece donuts.

Mas para quem nasceu ontem e desconhece este pequeno pedaço de paraíso, os donuts são bolos fritos em forma de anel que, na sua versão mais simples é coberto com açúcar, mas que também se apresenta com todo o tipo de coberturas doces coloridas.

Ver também: “Os Simpsons”: vídeo reúne referências cinematográficas feitas na série de animação

“Os Simpsons” é uma paródia satírica sobre o estilo de vida da classe média americana e não há muitas coisas mais americanas que um bolo frito coberto de açúcar.

Seja em 2D ou na vida real, donuts são uma tentação difícil de resistir.

Twinkies, de “Zombielândia”

twinkies.zombieTallahassee (Woody Harrelson) é o tipo de personagem que está como um peixe na água quando o mundo é governado por zombies. No entanto, ignoraria toda esta lista por um Twinkie.

É “iguaria” norte-americana, composta por um bolo amarelo recheado com creme branco. Devido ao facto de serem produtos altamente processados e não terem ingredientes lácteos, têm uma longevidade lendária. Diz-se que duram para sempre.

Mas não é por isso que ficam nesta lista. Durante o filme, podemos perceber a ligação simples mas emocional entre Tallahassee e o bolo amarelo, tal como todos os desafios que enfrenta na sua demanda por um. Não há como não torcer pela personagem,NEM como evitar o apetite.

Homem-Biscoito, de “Shrek”

shrek gingerbreadman

Ele mexe-se, fala e faz rir, mas acima de tudo dá vontade de dar uma dentada. É o Homem-Biscoito.

Esta iguaria já faz parte da nossa realidade desde o século XV, com a primeira documentação de um biscoito de gengibre com forma humana a datar do século seguinte, na corte de Elisabeth I de Inglaterra.

São muito comuns no Natal, sendo a mesma massa usada tanto nas figuras como nas suas habitações. O biscoito em si não é, normalmente, muito doce, o que é compensado pelo glacé e outros elementos decorativos.

A personagem “Homem-Biscoito” de “Shrek” é baseada num conto de fadas chamado “The Gingerbread Man” (do inglês, “O Homem-Gengibre”) que conta a história de um biscoito com figura humana que foge a vários perseguidores até acabar na boca de uma raposa. Raposa sortuda.

Rios de chocolate e… bem, quase tudo, de “Charlie e a Fábrica de Chocolate”

charlie and the chocolate factory

Cores lustrosas, tamanhos exagerados e extravagância além da imaginação, “Charlie e a Fábrica de Chocolate”, tal como o seu predecessor (Willy Wonka e a Fábrica de Chocolate”), apresenta-se como uma sobremesa feita em filme. Sejamos honestos, não pomos o filme a dar para ver o Charlie ou sequer o excêntrico Willy Wonka. Não, este é um filme sobre uma fábrica de doces que faria os irmãos Hansel e Gretel rebentar pelas costuras.

Pessoalmente, ficaria pelo rio de chocolate.

Almôndegas com molho de tomate, de “O Padrinho”

godfather meatballs

“Começa-se com um pouco de azeite, frita-se algum algum alho, juntam-se alguns tomates, alguma polpa de tomate, frita-se e mexe-se para não pegar. Quando estiver a ferver, enfia-se toda a salsicha e almôndegas. Adiciona-se um pouco de vinho e um pouco de açúcar. Esse é o truque.”

“O Padrinho” é tido como um dos melhores filmes a nível mundial. Como tal, não poderia faltar nesta lista. Um prato simples, mas autêntico, da cozinha mediterrânica que é tida como uma das mais saudáveis e saborosas no mundo.

Lasanha, de “Garfield”

garfield lasagna

Gatos há muitos, mas só um ficou famoso por odiar segundas-feiras e adorar lasanha.

Garfield fez a sua estreia em 1978,  um gato cor de laranja, gordo e felpudo que nasceu na cozinha de um restaurante italiano, onde ganhou a sua paixão por lasanha.

E quem o pode culpar? Este é já o segundo item da lista que advém da cozinha italiana, rica em massa, molho de tomate, carne e muito queijo.

Doces mágicos, da saga “Harry Potter”

harry potter candy2

Esta lista não estaria completa sem o lado doce do mundo dos feiticeiros. Porque a única coisa melhor que enfardar guloseimas, é enfardar guloseimas que nos fazem cuspir fogo.

Como não é possível escolher apenas uma das dezenas de iguarias do carrinho da bruxa do Hogwarts Express, a única opção é fazer como o Harry em “Harry Potter e a Pedra Filosofal” e escolher todos.

Desde os feijões de todos os sabores da Bertie Botts aos sapos de chocolate, a saga Harry Potter está repleta de coisas com bom aspecto que dão vontade de meter na boca para ver o que acontece.

Conclusão

deadpool

Entre comédia e drama, entre seres humanos e desenhos animados, há sempre lugar para um petisco ou sobremesa.

Algumas destas comidas nunca sairão da nossa imaginação, outras estão ao nosso alcance e não há uma que não aconselhe.

Uma coisa é certa: A época é festiva e posso apenas esperar ter dado alguma inspiração para as iguarias natalícias. Feliz Natal e óptimas rabanadas.

PS: Esperemos que “Deadpool 2” traga algumas chimichangas ao grande ecrã.

Subscreve a nossa Newsletter

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo o que se passa no mundo do cinema e televisão.

Informações:

O que achaste? Segue-nos @cinema_planet no Instagram ou no @cinemaplanetpt Twitter.

Tags :
Cinema,Comidas,Garfield,Harry Potter,Lembas,Notícias de Cinema,o padrinho,Pulp Fiction,The Advengers,The Godfather,The Simpsons,Willy Wonka
Partilhar:
Publicações Relacionadas:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *