O Caminho de Volta | Ben Affleck carrega a equipa

The Way Back – O Caminho de Volta conta com Ben Affleck no papel de um treinador de Basquetebol, alcoólico e com vários problemas pessoais… Uma performance memorável, mas não chegou.

Depois do confinamento, The Way Back – O Caminho de Volta está novamente nos cinemas. Vendo as opções em cartaz, este filme não parece uma má aposta para quem tem saudades de Ben Affleck ou simplesmente quem só quer ir ao cinema. Mas desengane-se quem pensa que o filme é semelhante ao Treinador Carter

O Caminho de Volta foi um projecto muito especial para Affleck. Interpretar uma personagem alcoólica para um actor que recentemente também lutou contra o mesmo vício foi “como terapia”, segundo o próprio. Talvez por este mesmo motivo é que a performance de Affleck foi fenomenal, uma das melhores da sua carreira.

Jack Cunningham (Affleck) é um treinador de basquetebol do liceu que, para além de alcoólico, é recém-divorciado. Nos seus tempos de glória, Jack era uma estrela na escola devido ao desporto. Agora, a sua triste rotina centra-se em trabalhar e ser um cliente frequente no bar da cidade. Quando é convidado para treinar a equipa de basquetebol da sua antiga escola, aceita com muitas hesitações. Este arco de auto-destruição quebra e começa aqui um oportunidade para tomar novamente controlo sob a sua vida.

Jack conhece a equipa, uns quantos jogadores que saem sempre derrotados do campo. Depois de algum treino e de de desenvolver alguma estratégia, a equipa comandada por Jack começa a ganhar. No entanto, o filme parece não se comprometer com o que o basquetebol pode fazer pela vida do protagonista, continuando em círculos e a demonstrar os problemas pessoais de Jack…

Vê também: “O Que Arde ” – Em Lume Brando

Não há aqui nenhuma jornada espetacular de Jack com a equipa: ele chegou, mandou algumas sugestões e a equipa acabou por vencer. Pareceu tudo tão fácil que se tornou aborrecido. Nenhum dos jogadores tem uma relação particularmente próxima com Jack, o que ainda torna estas cenas mais artificiais.

Apesar da performance credível de Affleck, O Caminho de Volta não chega a ser um grande filme, dividido entre o desporto e o drama de um vício, acabando por não ter grande impacto no espectador.

Realizado por Gavin O’Connor (The Accountant, Warrior), O Caminho de Volta ainda está em exibição nos cinemas portugueses.