HomeCategoryLet's Talk - Entrevistas Exclusivas

Não deixe de acompanhar o Let’s Talk, um espaço dedicado a entrevistas com personalidades do mundo de cinema e televisão.

Famosa por séries como “The 100”, “Os Agentes da SHIELD” e “Shameless”, Dichen Lachman foi este ano uma das protagonistas de “Carbono Alterado”, série original da Netflix. O Cinema Pla’net esteve à conversa com a atriz nepalesa na Comic Con Portugal, onde esta falou sobre o impacto das diversas séries na sua vida, a proximidade com os fãs e os movimentos feministas que se estão a intensificar nas indústrias cinematográfica e televisiva norte-americanas. Neste momento,...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/10/ccpt_marjorie_sana-2-1280x720.jpg

Durante a Comic Con Portugal 2018, o Cinema Pla’net teve o prazer de conhecer Marjorie Liu e Sana Takeda. As vencedoras dos Eisner Awards 2018, com a série “Monstress”, contaram-nos um pouco sobre a sua paixão pela banda desenhada. Em pouco mais de 10 minutos, ficámos a conhecer um pouco melhor este magnífico duo de artistas que enriquecem, sem dúvida, a banda desenhada contemporânea. Infelizmente não pudemos estar mais tempo com elas mas quem sabe,...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/12/michalina-olszanska-carga-1200x720.jpg

Só este ano protagonizou o thriller português “Carga”, faz parte da série Netflix “1983” e participou no candidato da Rússia aos Óscares, “Sobibor”. Michalina Olszanska encontra-se em plena ascenção. Em “Carga”, Michalina Olszanska interpreta uma jovem que parte em busca de uma vida melhor mas que acaba por ser apanhada numa rede de tráfico humano que a aprisiona em Portugal. Pelo caminho depara-se com várias pessoas cujas decisões terão um grande impacto na sua vida,...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/11/Marco_Bellocchio-1280x720.jpg

Estamos em junho, num solarengo dia em Southbank Londres onde o BFI celebra um dos grandes nomes do cinema italiano com a exibição dos seus filmes durante esse mês. Marco Bellocchio conta com mais de 40 anos de carreira e mais de 20 filmes debaixo do braço. Eu tive a oportunidade de me sentar numa sala de cinema no BFI e conversar com este realizador sobre o que o faz ainda fazer filmes, o que...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/10/joana-de-verona-1280x720.jpg

Muito conhecida dos portugueses por novelas como “Ouro Verde” e “A Única Mulher”, Joana de Verona fala ao Cinema Pla’net sobre os seus projetos mais recentes no cinema. Num ano em que participa em três filmes que estrearam nas salas de cinema portuguesas (“Pedro e Inês”, “Praça Paris” e “Amor, Amor”), Joana de Verona cuja carreira passou por filmes como “Mistérios de Lisboa”, “As Mil e uma Noites” e “Como Desenhar um Círculo Perfeito” fala...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/10/antonio-ferreira-1280x720.png

“Pedro e Inês” estreia esta semana nos cinemas portugueses. O Cinema Pla’net esteve à conversa com o realizador do filme, António Ferreira. O que o atraiu a adaptar “Pedro e Inês”? Tenho uma prima minha que é a Glória Ferreira que estava na altura a fazer a tese de mestrado, isto há 10 anos atrás, sobre o mito inesiano no cinema, mas também nos livros e no teatro, e houve uma altura em que ela mostrou-me...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/10/jean-paul-rappeneau-1280x720.jpg

Padrinho da 19ª edição da Festa do Cinema Francês, Jean-Paul Rappeneau, realizador de “Cyrano de Bergerac”, esteve à conversa com o Cinema Pla’net. Hoje em dia, antes de realizar um filme tem toda a montagem preparada mentalmente, plano a plano. É algo que faz desde o início ou que se desenvolveu ao longo dos anos? É assim desde o início, mas claro que fui aperfeiçoando como sistema ao longo dos anos. No meu primeiro filme,...

https://cinemaplanet.pt/wp-content/uploads/2018/09/xavier-gens-1280x720.jpg

O Cinema Pla’net entrevistou o realizador Xavier Gens, responsável pelo filme de culto “Fronteira(s)” mas também conhecido por “Hitman” e “O ABC da Morte”. “Fronteira(s)” tem mais de uma década e continua a ser considerado um grande filme do cinema de terror francês. Que recordações lhe traz o filme? A melhor memória que tenho de “Frontière(s)” foi o processo de o fazer e a inocência com que o fiz. A ideia surgiu da situação política em...