Cinema Críticas de Cinema Destaques

Crítica: Zootopia de Byron Howard e Rich Moore

  • Março 27, 2016
  • 3 min read
Crítica: Zootopia de Byron Howard e Rich Moore

O 55º lançamento dos estúdios de animação da Disney chama-se Zootopia.

Apesar de ser sucessor de 3 das melhores animações dos últimos 5 anos (Wreck-It-Ralph, Frozen e Big Hero 6), Zootopia manteve-se discreto até ao seu lançamento, acabando por surpreender os fãs e a crítica especializada e comprovando que o sucesso pode surgir sem grande promoção e hype. Às vezes, basta apenas ser muito bom!

zootopia-film-25_j654

Zootopia conta a história de Judy Hopps, uma coelho que tem desde pequena o grande sonho de se tornar polícia, um feito extremamente difícil e inédito para a sua espécie. Apesar de todos a criticarem e até os próprios pais duvidarem das suas capacidades, Hopps vai contra o estereótipo e o preconceito e torna-se aquilo que sempre quis ser. No entanto, e apesar do lema da cidade para onde parte lhe parecer claro (In Zootopia, anyone can be anything – Em Zootopia, qualquer um pode ser qualquer coisa), Hopps apercebe-se de que na cidade, tal como na sociedade de hoje em dia, ainda se sofre bastante com a discriminação e desigualdade. Determinada e sem intenções de desistir, Hopps acaba por ser escolhida para uma importante investigação sobre desaparecimentos misteriosos, tendo em Mike, uma raposa foragida, o seu maior aliado.

A sinopse do filme revela logo a sua essência: Zootopia é um filme importante que retrata a sociedade dos dias de hoje de uma maneira brilhante, tocando em temas pertinentes como a desigualdade entre sexos, a discriminação e até o racismo. E mesmo abordando assuntos tão maduros, Zootopia nunca perde o tom juvenil e não se esquece de que é um filme para crianças. Não é uma animação sem sentido ou propósito, recheada de quedas aleatórias e imagens engraçadas ou piadas forçadas para fazer rir as crianças (como por exemplo Minions), é um filme profundo, com diversas camadas, com mensagens essenciais para miúdos e graúdos, com um sentido de humor fantástico que nos descontrola o riso, é um filme de desenvolvimento rápido, sem momentos mornos mas que não nos cansa, é um filme onde tudo faz realmente sentido!

maxresdefault

E Zootopia cumpre a cem por cento onde normalmente os outros filmes do género falham, ao conseguir ter ingredientes para adultos e crianças a operar juntos numa impressionante harmonia: Judy e Mike, o par improvável, são personagens likeable e que funcionam impecavelmente juntos, encontrando nos seus contrastes um equilíbrio perfeito, a história é fácil e interessante de acompanhar para todas as idades, a animação é mais uma prova da atenção ao pormenor do estúdio, o humor é refinado, e as mensagens são fortes e importantíssimas, e mesmo sendo tão sérias não tornam o filme pesado para as crianças. Tudo funciona bem!

É, sem dúvida, uma das maiores surpresas deste ano!

About Author

Redacção

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *