Destaques Televisão

GLOW: Mulheres ao poder

  • Agosto 3, 2017
  • 2 min read
GLOW: Mulheres ao poder

Baseada na série com o mesmo nome dos anos 80, GLOW surpreende principalmente devido à performance espectacular de Alison Brie (Community, Mad Men).

Ruth é uma actriz que tenta vingar em Hollywood mas acaba por ser sempre rejeitada. Enquanto procura um papel diferente, uma personagem forte e interessante, depara-se com Gorgeous Ladies Of Wrestling (GLOW). O que parecia ser um acto desesperado de uma actriz sem trabalho, torna-se numa tentativa de se redimir e de se encontrar a si própria.

GLOW faz lembrar Orange is the New Black. Não só pelo seu grande elenco feminino diversificado e talentoso, como na forma como explora personagens femininas num contexto onde estamos habituados a ver só homens.

GLOW

A série supreende mais pelo desempenho espantoso de Alison Brie do que pela própria história ou conceito. É a actriz que nos cativa mais e que nos faz querer mais no final de cada episódio.

Apesar de parecer pelos primeiros episódios que a série se irá focar na fragilidade de Ruth, rapidamente nos apercebemos que, tal como em Orange is the New Black, GLOW também dá grande importância à exploração do restante elenco feminino. A série apresenta estas personagens atacando esteriótipos e mostrando como as próprias personagens o fazem.

GLOW é refrescante, faz uma homenagem aos anos 80 sem ser nostálgica. É feminina mas não é só para o público feminino. O balanço entre comédia e drama é quase perfeito e o seu guião é inteligente, sendo fácil criarmos um certo laço com a maioria das personagens. No entanto, e devido ao enorme elenco, é impossível não sentir que a maioria das personagens não são completamente exploradas. Daí que seja fácil ficar a querer mais no final desta primeira temporada.

No entanto, devo fazer uma referência especial à banda sonora, que foi escolhida maravilhosamente e não passa por escolhas óbvias. Se estás à procura de uma comédia diferente do normal, encontraste-a.

About Author

Marta Pereira

Obcecada por séries, cinema, literatura e fotografia.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *