CinemaHalle Berry realizará o seu primeiro filme, um drama de MMA

Com uma carreira decadente, mas em recuperação, Halle Berry esforça-se para reconquistar o público depois do fracasso absoluto de “Catwoman”. A atriz americana protagonizará, produzirá e realizará “Bruised”, um drama de artes marciais. O projeto será produzido também por Basil Iwanyk (“John Wick”) e Linda Gottlieb (“Dirty Dancing”), ficando Erica Lee (“Sicário – Infiltrado”) na produção executiva. O argumento é da autoria da estreante Michelle Rosenfarb. Não há ainda outras confirmações para o restante elenco. Halle...

Com uma carreira decadente, mas em recuperação, Halle Berry esforça-se para reconquistar o público depois do fracasso absoluto de “Catwoman”.

A atriz americana protagonizará, produzirá e realizará “Bruised”, um drama de artes marciais. O projeto será produzido também por Basil Iwanyk (“John Wick”) e Linda Gottlieb (“Dirty Dancing”), ficando Erica Lee (“Sicário – Infiltrado”) na produção executiva. O argumento é da autoria da estreante Michelle Rosenfarb. Não há ainda outras confirmações para o restante elenco.

Halle Berry interpretará uma lutadora de MMA em desgraça que se encontra prestes a enfrentar uma lutadora mais jovem e em ascensão mundial. Paralelamente, deverá lidar com o reencontro com o seu filho de seis anos.

Vê também: Sierra Burgess Is a Loser e a cultura das aparências

Halle Berry
Halle Berry e Billy Bob Thornton em “Monster’s Ball – Depois do Ódio”

A atriz mantém-se, deste modo, em luta contra a queda definitiva da sua presença de peso em Hollywood. Relembramos que Halle Berry permaneceu relevante no cinema a partir da sua estreia no romance “A Febre da Selva”, do Spike Lee, de 1991. No início da década seguinte, deu asas à carreira com filmes como “X-Men”, “Operação Swordfish” e “007 – Morre Noutro Dia”. Mas foi em 2001, com “Monster’s Ball – Depois do Ódio”, o drama de Marc Forster, que alcançou reconhecimento crítico internacional. Pela sua excelente prestação, foi posteriormente aclamada com inúmeros prémios, incluindo o Óscar de Melhor Atriz, tendo se tornado na primeira (e única, até hoje) afro-americana a concretizar tal vitória.

Recentemente, pôde ser vista em “Kingsman: O Círculo Dourado”, “Rapto” e “América em Chamas”. Em Agosto, conclui a sua participação em “John Wick 3: Parabellum”, que estreará em 2019. Brevemente, a atriz protagonizará o remake de “O Fio do Suspeito”, o thriller de 1985. Posto isto, o directorial debut de Halle Berry deverá começar a ser filmado apenas em Março. Não existem, portanto, quaisquer datas de estreia.