Damien Chazelle é mais uma vez um corajoso tolo que sonha e que realiza sonhos, O jovem realizador-argumentista dos filmes protagonizados por músicos de jazz.

“La La Land” é o grande filme do momento pelos prémios que ganhou nos  Globos de Ouro e nos Screen Actors Guild (Emma Stone) e acumula nomeações  para os BAFTA e ainda para os Óscares.

Publicidade

Mia (Emma Stone) é uma contadora de histórias que inicia o seu percurso árduo de audições em Hollywood mas não consegue nenhum papel como atriz, Sebastian (Ryan Gosling) é um pianista que tendo já sofrido várias desilusões no meio artístico musical vive para tocar jazz. Poderia ser uma história de amor o que acontece entre os protagonistas, eu chamo-lhe um encontro. O verdadeiro amor é para sempre.

LLL d 29 _5194.NEF

Dos meus amigos americanos ouvi que teria de ver este filme porque não gosto de musicais e este filme seria “o quase não musical” que teria de ver e ia gostar. Quase que acertaram! Fui feliz a ver este filme mas não deixei de o julgar um musical, que é, e como tal teve momentos que me desiludiram. O facto deste filme fazer sonhar ( e me remeter a 2014, ano em que percorri os cenários do filme em Los Angeles ) não me faz cegar perante momentos de dança menos conseguidos pelos protagonistas. A banda sonora é muito boa e o facto de Ryan Gosling tocar piano não me faz esquecer a sua falta de voz para cantar. Emma Stone sussurra-nos “City of Stars” e ainda bem que assim é porque a sensibilidade de quem a dirigiu faz  exaltar o seu melhor, vocalmente falando. Não me comovo com má execução técnica mas entendo e louvo a coragem de quem se submete a esse trabalho e ainda ganha prémios. Tenho questões: Se fosse uma actriz e um realizador não americanos, venceria este filme tantos prémios? Porque não é Ryan Gosling favorito? Não está mais bem preparado que Emma Stone? Além de cantar ainda toca piano…Será por ser canadiano?

la-la-land-21La La Land é um filme para fazer sonhar quem costuma ser preguiçoso para tal. É um filme para entreter e para inspirar levemente porque não é mágico. Los Angeles é a cidade dos anjos e não a cidade onde os sonhos se realizam, porque os sonhos realizam-se em qualquer parte do mundo, basta querer!