O contrato da LEGO passou da Warner Bros. para a Universal Pictures e embora tenhamos de dizer adeus às personagens DC, chegam outras possibilidades…

Apesar do grande êxito de “O Filme Lego”, que arrecadou quase 500 milhões de dólares mundialmente em 2014, os spin-offs “Lego Batman” e “Lego Ninjago” e a sequela “O Filme Lego 2” tiveram resultados inferiores. (312M$, 123M$ e 192M$, respetivamente).

Termina assim o contrato de produção e distribuição com a Warner Bros., dando lugar a um novo contrato de 5 anos com a Universal Pictures. Podemos assim dizer adeus às personagens DC e abrir os horizontes a filmes LEGO baseados noutros franchises.

Analisando o catálogo da Universal Pictures, a primeira grande possibilidade é o mundo de “Jurassic Park”. Com 6 filmes, o próximo a ser lançado no verão de 2021, a saga criada por Steven Spielberg, numa adaptação da obra de Michael Crichton, já teve direito a uma mini-série de 13 episódios “LEGO Jurassic World: Legend of Isla Nublar” e o próximo passo é certamente o cinema.

Outra hipótese é uma versão LEGO do ‘Dark Universe’, com o Monstro de Frankenstein, a Múmia, Drácula, o Lobisomem, o Homem Invisível, o Corcunda de Notre-Dame, o Fantasma da Ópera… As possibilidades são muitas e com um tom mais sombrio ou de humor negro, poderia apelar a uma larga audiência.

A Universal Pictures tem também a possibilidade de adaptar o mundo de “Velocidade Furiosa” ao formato LEGO, o que daria uma aventura divertida e sem limites com o Dom Toretto de Vin Diesel ou o agente Hobbs de Dwayne Johnson a dar voz às personagens.

“Back to the Future”, “Jaws”, “Bourne”, “Johnny English” e até “Minions” são algumas das outras opções disponíveis que podem vir a ter cameos nos novos filmes LEGO.