O Cinema São Jorge voltou a receber mais uma sessão de apresentação do MotelX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, onde foram apresentados os destaques para a 14ª edição. O evento está programado para decorrer de 7 a 14 de setembro, dois dias a mais do habitual.

A proposta deste ano centra-se numa retrospectiva, de 7 filmes precursores do movimento Black Lives Matter, sobre o racismo e o cinema de terror – “Pesadelo Americano: O Racismo e o Cinema de Terror” , em filmes de Pedro Costa e um número recorde de filmes realizados no feminino já que os primeiros 10 títulos anunciados na categoria de longa-metragem são todos realizados por mulheres.

Na retrospectiva anunciada estão incluídos os seguintes títulos: “The Intruder” (Roger Corman, 1962), ), “Ganja & Hess” (Bill Gunn, 1973), “White Dog” (Samuel Fuller, 1982), “The People Under the Stairs” (Wes Craven, 1991), “Candyman” (Bernard Rose, 1992), “Tales from the Hood” (Rusty Cundieff, 1995) e “Get Out” (Jordan Peele, 2017).

Uma das grandes novidades do MotelX para este ano é a secção de curtas experimentais de terror, que em princípio, segundo a organização do festival, é para continuar nas próximas edições. Para a 14ª edição do evento apenas foram divulgadas 3 curtas neste âmbito. Já para a secção de curtas internacionais foram anunciados 20 títulos.

A secção Quarto Perdido volta este ano com dois filmes do realizador português Pedro Costa, chamando-se por isso, “Pedro Costa – Filmar as Trevas”. Neste âmbito, serão exibidos os filmes “Ne Change Rien” (2009) e “Cavalo Dinheiro” (2014). A partir da sua experiência com a sétima arte, o realizador foi ainda convidado para abordar em conversa a sua afinidade com o terror o fantástico.

A secção Serviço de Quarto denota a nova vaga de terror feminino já que os 5 títulos anunciados são realizados por mulheres: “Saint Maud”, de Rose Glass, com carimbo dos estúdios A24 e “Relic”, a aclamada estreia cinematográfica da escritora Natalie Erika James.  Foi confirmado também a longa de Sandra Wollner, “The Trouble with Being Born”, uma antítese da história de Pinóquio em versão sci-fi que causou controvérsia no último Festival de Berlim. Esta secção marca ainda o regresso de Takashi Miike com aquele que se estima ser o seu 104.º filme, “First Love”. A estes filmes vão-se juntar outros.

Já na secção Doc Terror, o primeiro título anunciado é “Scream, Queen! My Nightmare on Elm Street”, um documentário sobre Mark Patton e o seu papel enquanto primeiro Scream Queen masculino em “A Nightmare on Elm Street 2: Freddy’s Revenge”, hoje um clássico do cinema LGBT.

Também a competição está de regresso ao MotelX. O Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa / Méliès d’Argent continua a incentivar a produção nacional de cinema de género com um prémio no valor de 5000€, o maior atribuído a curtas-metragens em Portugal. Devido aos constrangimentos causados pela pandemia, este ano o prazo de inscrição na competição foi prolongado até ao dia 2 de Agosto. Os finalistas serão anunciados no próximo mês, tal como os filmes em competição para o Prémio Melhor Longa de Terror Europeia / Méliès d’Argent.

O festival de terror à semelhança dos anos anteriores, começa com três dias gratuitos e ao ar livre de warm-up, de 3 a 5 de setembro. Este ano, o aquecimento para o evento vai incluir, no dia 3, “A Mulher-Sem-Cabeça”, um concerto no Convento de São Pedro de Alcântara, com ilustrações ao vivo de António Jorge Gonçalves e voz do MC Papillon; na noite do dia 4, a encenação de “Um Jantar Muito Original”, no Espaço Brotériano, a partir de um texto de Fernando Pessoa. Já na última noite de aquecimento vai ser possível assistir a uma sessão de cinema ao ar livre, no Largo Trindade Coelho. O filme a exibir no dia 5 será anunciado em breve.

Devido às circunstâncias atípicas que estamos a viver, o MotelX de acordo com as recomendações da DGS, terá sessões mais espaçadas e de lotação reduzida. Os dois dias adicionados ao evento servem para garantir que o público possa desfrutar do festival em segurança.

A programação do MotelX, ainda em atualização, pode ser consultada no site do festival de terror.