Scooby-Doo

Neste filme destaca-se pela negativa o facto de o estúdio não se ter preocupado em dar um toque de realismo ao cão, dando-lhe uma estética completamente (mal) computorizada num filme live-action. Mais valia terem misturado a versão animada com as imagens reais, como em “Quem Tramou Roger Rabbit?”.

2002, de Raja Gosnell, orçamento 84M$, Warner Bros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui