Uma Análise aos Clássicos: “Lendas de Paixão”, de Edward Zwick

Trailer de "Legends of the Fall" de Edward Zwick.

Se as previsões meteorológicas indicarem alguma chuva, “Lendas de Paixão” é o clássico perfeito para ver e deleitar no sofá.

Vê e depois diz-nos o que achas!

Um drama que tem a sua origem no início do séc. XX em Montana, EUA, “Lendas de Paixão” conta a história de três irmãos e seu pai, interpretado por Anthony Hopkins. Alfred (Aidan Quinn) é o irmão mais velho, um rapaz sério, tímido e de poucas palavras, Tristan (Brad Pitt) é o irmão do meio, corajoso, astuto e selvagem, e, por fim, Samuel (Henry Thomas), o irmão mais novo, um jovem frágil e, por isso, protegido pelos seus dois irmãos mais velhos.

Eventualmente, esta família bastante unida encontra a tragédia quando Samuel é morto na Primeira Guerra Mundial. Os seus dois irmãos, que na altura se tinham alistado também, sobrevivem, felizmente, embora para uma nova tragédia. Quando regressam a casa, ambos se apaixonam pela belíssima, encantadora e intrigante Susannah (Julia Ormond), que era a noiva do irmão mais novo, Samuel.

No meio deste dilema, os irmãos tornam-se rivais, apesar do eterno laço de sangue que os une. Ao mesmo tempo que ambos lutam pelo coração da bela mulher, descobrem que por causa da ligação que partilham, nunca se deixaram de amar, independentemente de todas as circunstâncias.

Ver também: 1958, “Touch of Evil” – A ténue linha entre o Bem e o Mal

Uma banda sonora e fotografia genial, deste filme podem esperar grandes e fortes emoções. É de ressalvar as brilhantes interpretações de todos os membros, especialmente de Hopkins e de Brad Pitt, que na minha opinião, fez uma das melhores atuações da sua carreira.

Levou 17 anos a Edward Zwick para trazer este projeto para o ecrã. O local escolhido para a gravação do filme tinha sido Calgary, devido a ser um sítio extremamente seco. Curiosamente, quando começaram as gravações, foram registados recordes de precipitação no local.