Depois de “Training Day”, filme que acabou por dar o Óscar de Melhor Actor a Denzel Washington, Antoine Fuqua volta a contar com o actor para protagonizar o seu mais recente filme.

‘The Equalizer’ é baseado numa série de televisão que fez um enorme sucesso nos Estados Unidos nos anos 80.
Neste filme foi tudo pensado ao pormenor. Tudo parece ter sido estudado e delineado para aparecer no momento certo. Na verdade, são poucos os erros de realização que conseguimos identificar no decorrer da história.
A dupla formada pelo realizador, Antoine Fuqua, e pelo actor Denzel Washington é extraordinária, mas em ‘The Equalizer’ parece faltar algum factor explosivo à interpretação do actor, que em nada se assemelha à de ‘Training day’.
Denzel interpreta Robert Mccall, um homem, aparentemente, comum visto pelos seus colegas como uma pessoa bondosa, humilde e sempre disposta a ajudar em tudo.
McCall frequenta diariamente um café, onde, num dia como outro qualquer, trava conhecimento com uma prostituta (Chloe Grace Moretz). Este é o momento catalisador para a revelação da verdadeira personagem de Washington.
A partir daqui, Robert começa uma guerra com a Máfia Russa e com uma rede de prostituição e tráfico de drogas e armas.

É um filme cheio de acção e, nesse aspecto, é um filme com nota máxima, pois todas as cenas são bem executadas e dão bastante fulgor ao filme.
No entanto, o filme apresenta alguns pontos negativos que, a meu ver, prejudicam, essencialmente, a personagem principal. Um claro exemplo disso é o facto de não revelarem ou evidenciarem na história como Robert consegue informações dos seus inimigos e como consegue sempre, com aparente facilidade, em desenvencilhar-se dos problemas que lhe vão surgindo. Não havendo, assim, grandes momentos de reviravoltas no decorrer do filme.

Mas de uma coisa tenho a certeza, por detrás deste filme há uma grande equipa de realização e um grande elenco, por isso o meu conselho é: Não percam este filme, vão até ao cinema e relaxem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui