A tão aguardada adaptação de “Duna”, o épico de ficção científica de Frank Herbert, pelo realizador Denis Villeneuve chegará a 20 de novembro de 2020 aos cinemas norte-americanos. Até lá, ainda muito se terá de sofrer, até porque a lista de atores que vai formando o elenco é toda ela incrível.

Distribuído pela Warner Bros., o próximo filme das Legendary Pictures encontra o realizador nomeado para os Óscares por “O Primeiro Encontro” (“Arrival) a caminho de um projeto ambicioso e grandioso para um terceiro filme desse mesmo género, a cujo leque de atores de juntou recentemente Jason Momoa.

Vê também: Josh Brolin junta-se a Chalamet em “Duna”

A série de romances passada no planeta ficcional Arrakis, com a sua famosa especiaria laranja, daria para fazer muitos filmes e chegou inclusive a estar previsto um “Duna” em duas partes mas dado que, agora, a Warner não divulgou duas datas de estreia, isso não parece provável de acontecer.

O ator nomeado para os Óscares Timothée Chalamet está à cabeça de um elenco que conta com os nomes confirmados de  Javier Bardem, Dave Bautista, Josh Brolin, Rebecca Ferguson, Oscar Isaac, Charlotte Rampling, Stellan Skarsgard, Zendaya e, mais recentemente, Jason Momoa.

Jason Momoa, a estrela de “Aquaman” interpretará o papel de Duncan Idaho, o mestre de armas da casa de Atreides que é o braço direito do pai de Paul Atreides (Chalamet), interpretado por Oscar Isaac.

Vê também: “Duna” de Villeneuve com Bardem a caminho

O filme está previsto começar a ser filmado em vários locais, como a Jordânia e a Hungria, já esta Primavera. Eric Roth e Jon Spaihts escreveram o argumento e o recente colaborador regular de Villeneuve, Roger Deakins, não fez parte da equipa.

O talentoso diretor de fotografia australiano, Greig Fraser, estará a cargo da fotografia, ele que esteve igualmente por detrás de filmes como “Rogue One: Uma História de Star Wars” e “Foxcatcher”.

“Duna” foi originalmente uma produção de 1984 da autoria de David Lynch mas, para além dos conflitos com a produtora Raffaella De Laurentiis, o filme acabou mesmo por ser o seu menos bem sucedido a nível comercial e o próprio realizador não nutre carinho especial por ele, como é conhecido.

O “Duna” de Villeneuve irá para os ecrãs de cinema em 3D e Imax mais ou menos na mesma altura em que a sua sequela de “Blade Runner” foi lançada e cuja performance ficou muito aquém do esperado, em 2017, tendo aliás perdido cerca de 80 milhões de dólares.

A notícia da data de lançamento do filme foi originalmente confirmada pelo The Hollywood Reporter.