Os filmes com Adam Sandler têm uma base de fãs muito forte, tão forte quanto os seus detractores.

No entanto, ao longo dos anos são vários os filmes que conseguem reunir um consenso de que o ator, com o realizador e argumento certos, mostra o que verdadeiramente vale.

Destacamos neste artigo 5 bons desempenhos de Adam Sandler, dos papéis mais sérios aos mais ridículos, mas com qualidade.

Paul Thomas Anderson realizou este comédia romântica dramática na qual Adam Sandler interpreta um pequeno empresário psicologicamente perturbado, que toda a vida foi manipulado pelas suas sete irmãs.

Incapaz de se apaixonar, a vida de Barry Egan muda quando é ‘empurrado’ para um romance com uma mulher inglesa, interpretada por Emily Watson. O filme valeu a Adam Sandler a sua única nomeação ao Globo de Ouro de Melhor Ator (Comédia).

Howard Ratner (Adam Sandler) é um outrora bem sucedido negociante de pedras preciosas de Nova Iorque, cujo vício no jogo deixou a sua família e a sua carreira em desordem e com centenas de milhares de dólares em dívidas. Sempre à procura da próxima grande aposta, Howard pensa que finalmente atingiu o jackpot quando descobre uma pedra preciosa etíope, com um comprador muito interessado.

Da dupla composta pelos irmãos Benny e Joshua Safdie (“Good Time”), este thriller apresenta um tour-de-force de Sandler, que merecia uma nomeação aos Óscares. Tal não aconteceu, mas o discurso de vitória de Melhor Ator nos Film Independent Spirit Awards, tornou-se viral.

Nesta comédia que prometia uma carreira promissora a Adam Sandler, o ator é Billy Madison, um homem de 27 anos cujo pai é o chefe de uma grande cadeia hoteleira. Apesar de estar preparado para substituir o seu pai que está prestes a reformar-se, Billy é extremamente imaturo e desmotivado na vida. Decide provar-lhe que é capaz de assumir o lugar ao repetir todos os anos da escolaridade obrigatória.

Terceiro filme da realizadora Tamra Davies, que entretanto realizou “Crossroads” (com Britney Spears) e episódios das séries “Dead to Me”, “Empire” e “Miracle Workers”, entre outros.

Com um desejo ardente de ser o melhor cabeleireiro do mundo, Zohan, o melhor agente da Mossad (serviços secretos israelitas), aproveita uma oportunidade para fingir a sua morte, após uma feroz batalha com o seu arqui-inimigo.

Viaja então para Nova Iorque, na esperança de tornar o seu sonho realidade, arranjando emprego num cabeleireiro de bairro. Os seus métodos peculiares acabam por fazer dele uma verdadeira sensação, mas um homem do passado arriscar arruinar-lhe o disfarce.

Dennis Dugan, responsável por alguns dos filmes mais conhecidos de Sandler, como “O Maluco do Golfe” e “Um Pai à Maneira”, apresenta uma das suas comédias mais ridículas mas muito bem articulada. Um verdadeiro espectáculo da loucura que Adam Sandler é capaz de representar, mas cheio de estilo!

Uma família distante reúne-se em Nova Iorque para um evento que celebra o trabalho artístico do seu pai.

A representar ao lado de Dustin Hoffman, Ben Stiller, Elizabeth Marvel e Emma Thompson, Sandler consegue brilhar através de um argumento com diálogos extremamente realistas de Noah Baumbach (“Marriage Story”), que também realiza.

Outras performances de Adam Sandler, para quem gosta do ator: “Um Casamento Quase Perfeito”, “Homens,  Mulheres e Crianças”, “Espanglês”, “Funny People”, “Um Pai à Maneira”, “Click” e “A Minha Namorada Tem Amnésia”.

Ver também: Adam Sandler e Netflix acordam mais quatro filmes

O próximo filme de Adam Sandler é uma das suas clássicas ‘comédias de férias’, desta vez numa viagem a Salem para “Hubie Halloween”.