CinemaDestaquesTelevisão“Eu, Tonya” estreia a 13 de janeiro na TVCine

Com 3 nomeações para os Óscares, “Eu, Tonya” conta a incrível história verídica que abalou o mundo do desporto nos anos 90. Uma história de vida a descobrir dia 13 de janeiro, domingo, às 21h30, em exclusivo no TVCine 1. Quando a maior rival de Tonya Harding (Margot Robbie), Nancy Kerrigan (Caitlin Carver), foi atacada num joelho a mando do marido de Tonya, pondo em risco a sua participação nas Olimpíadas de Inverno desse ano,...
Marta Pereira Marta PereiraJan 13, 20195 min

Com 3 nomeações para os Óscares, “Eu, Tonya” conta a incrível história verídica que abalou o mundo do desporto nos anos 90. Uma história de vida a descobrir dia 13 de janeiro, domingo, às 21h30, em exclusivo no TVCine 1.

Quando a maior rival de Tonya Harding (Margot Robbie), Nancy Kerrigan (Caitlin Carver), foi atacada num joelho a mando do marido de Tonya, pondo em risco a sua participação nas Olimpíadas de Inverno desse ano, o mundo ficou perplexo.

Kerrigan acabaria por recuperar e ficar em 2º lugar, enquanto Tonya, envolvida em suspeitas e num processo de investigação, ficaria em 8º lugar. Tonya, conhecida pela sua força e por ser a primeira americana a conseguir fazer o salto triple axe em competições, passaria de estrela a vilã perante a opinião pública.

Desde muito cedo que Tonya Harding revelou um extraordinário talento para a patinagem. Essa aptidão, aliada a uma prática diária intensiva com a treinadora Diane Rawlinson, fez dela uma das mais brilhantes patinadoras no gelo de todos os tempos.

Vê também: O Melhor de 2018 – 15 atrizes que se destacaram em papéis secundários

Tonya

Aguentando maus-tratos e humilhações por parte mãe (Alison Janney) – uma mulher autoritária e ambiciosa que esperava enriquecer à custa da filha – e, mais tarde, de Jeff Gillooly, o homem com quem casou aos 18 anos, a atleta acaba por sofrer pressões de vários tipos.

A um mês das Olimpíadas de Inverno de 1994, Tonya vê-se envolvida num escândalo com a sua compatriota e rival Nancy Kerrigan. Esse terrível incidente fez manchetes nos jornais de todo o mundo e marcou o princípio do fim da sua carreira.

“Eu, Tonya” foi o vencedor do Óscar de Melhor Atriz Secundária (Alison Janney), um Globo de Ouro e de dois Hollywood Film Awards. A realização é de Craig Gillespie (“Horas Decisivas“, “O Rapaz do Milhão de Dólares) e o argumento de Steven Rogers.

A repetição ocorre dia 23 de janeiro, quarta-feira, às 21h30 no TVCine 1.

Marta Pereira

Marta Pereira

Obcecada por séries, cinema, literatura e fotografia.