CinemaDestaquesFestivais de cinemaFamily Film Project – Festival Internacional de Cinema está de volta

O Family Film Project está de volta para a sétima edição. Terá a duração de seis dias e promete muitas surpresas. De 15 a 20 de outubro, o Family Film Project – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia – está então de volta para a 7.ª edição com sessões de cinema, masterclasses, performances e vídeo-instalações. O Family Film Project é organizado pelo Balleteatro, estrutura residente no Coliseu do Porto Ageas. É financiado pelo...
Out 15, 20187 min

O Family Film Project está de volta para a sétima edição. Terá a duração de seis dias e promete muitas surpresas.

De 15 a 20 de outubro, o Family Film Project – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia – está então de volta para a 7.ª edição com sessões de cinema, masterclasses, performances e vídeo-instalações. O Family Film Project é organizado pelo Balleteatro, estrutura residente no Coliseu do Porto Ageas. É financiado pelo Governo de Portugal e DGArtes, com co-produção da Câmara Municipal do Porto.

“A Grande Nuvem Cinza”, do brasileiro Marcelo Munhoz, filme vencedor da edição de 2017 do festival, marca o arranque do Family Film Project a 20 de outubro, às 21:30, no Passos Manuel.

Family Film Project
“A Grande Nuvem Cinza”.

A secção competitiva integra curtas e longas-metragens provenientes de vários países e de diferentes géneros. Do documentário ao experimental, da dimensão sensológica à crítica social, do registo intimista do “home-movie” às paisagens temáticas e etnográficas. O júri vai atribuir o Grande Prémio do Júri e o Prémio para Melhor Ficção. É constituído pela artista Gabriela Vaz Pinheiro, pela socióloga e historiadora Paula Rabinowitz, bem como pela poetisa, cineasta e dramaturga Regina GuimarãesDaniel Blaufuks é o artista convidado do festival.

Vê também: “Marias da Sé” tem estreia marcada no Family Film Project

Destaque ainda para a estreia da longa-metragem “Marias da Sé”, de Filipe Martins, quarta-feira, 17, às 21:30, no Passos Manuel. No mesmo dia será apresentada a publicação Unframing Archives. A obra reúne um conjunto de ensaios e entrevistas sobre o cruzamento entre o cinema, as artes e o arquivo. Textos de Andrzej Marzec, Bill Nichols, Catarina Mourão, Deirdre Boyle, Éfren Cuevas, Fernanda Fragateiro, Filipe Martins, Miguel Leal e Péter Forgács.

Family Film Project
“Marias da Sé”.

Também no âmbito do festival, os teóricos norte-americanos Bill Nichols e Paula Rabinowitz estarão no Porto para orientar duas masterclasses. Nichols convida a uma análise das cenas introdutórias nos filmes documentais, bem como dos modos como se articulam com a totalidade das respetivas obras.

Paula Rabinowitz propõe explorar, através do recurso a registos de memória, dois casos biográficos do seu próprio seio familiar. Isto, para uma contextualização mais alargada e transgeracional dos mecanismos sociais de construção identitária durante e após a segunda guerra. Ambas as masterclasses são de frequência gratuita mediante inscrição prévia no website do Family Film Project.

Entretanto, a 16 de outubro, o bar Maus Hábitos recebe o ciclo de performances Private Collection. Contará com espetáculos de Joana Craveiro, Jorge Gonçalves e Miguel Bonneville. Durante o festival será igualmente exibido, em permanência no Passos Manuel, um conjunto de vídeo-instalações coordenadas por Gabriela Vaz Pinheiro.

A 7.ª edição do Family Film Project termina posteriormente em festa no sábado, 20 de outubro, com um DJ set de ocp – operador de cabine polivalente (João Ricardo) no Passos Manuel, com entrada livre.

Rúben Fonseca

Rúben Fonseca

Rúben Fonseca, 23 anos, licenciado em Educação Social na Escola Superior de Educação do Porto. Sou de Valongo, Porto. Os meus interesses passam pelo cinema, futebol e política. Considero-me uma pessoa extremamente auto-crítica e perfecionista.