A organização do Festival de Cannes recusa desistir de reagendar a edição deste ano, no entanto, esta já não poderá acontecer no final de junho como inicialmente previsto.

Publicidade

A 13 de Abril o Presidente francês Emmanuel Macron disse em comunicado que:

Os grandes festivais e eventos que reúnam um público numeroso não poderão concretizar-se no mínimo até meio do mês de julho.

O Festival de Cannes, que anteriormente teria lugar de 12 a 23 de maio, já tinha sido adiado para o final de junho ou início de julho. No entanto, após as recentes declarações do Presidente de França, a organização do Festival dirigido por Thierry Fremaux publicou:

Na sequência da declaração do Presidente da República de segunda-feira, 13 de Abril, tomámos nota de que o adiamento previsto no final de Junho/princípio de Julho para a 73ª edição do Festival Internacional de Cinema de Cannes já não é possível nessa data. Parece agora difícil acreditar que o Festival de Cannes possa ser organizado este ano na sua forma original. Ontem à noite, iniciámos numerosas consultas no mundo profissional, em França e no estrangeiro. Todos concordam que o Festival de Cannes, que é um instrumento essencial para apoiar a indústria cinematográfica, deve continuar a estudar todas as possibilidades de acompanhar o ano cinematográfico, dando vida aos filmes de Cannes 2020, de uma forma ou de outra.

Uma resposta final será anunciada nos próximos dias, mas o mês de Setembro já está totalmente ocupado com os festivais de Veneza, Toronto, Telluride e San Sebastián, seguido de Londres no início de Outubro e da Mipcom em Cannes a meio de Outubro.