Recentemente, depois do inesperado despedimento do americano James Gunn, surgiram vários movimentos com a intenção de convencer a Walt Disney Company a recontratar o realizador.

Depois de serem descobertos tweets (publicados entre 2008 e 2012) considerados ofensivos do realizador de “Guardiões da Galáxia” e “Guardiões da Galáxia Vol. 2”, James Gunn, o presidente da Walt Disney Company, Alan Horn, tomou a decisão de demitir o mesmo. Após a polémica que se instalou, diversas celebridades relacionadas com Gunn comentaram a situação publicamente.

Vê mais detalhes sobre esta controvérsia: A Walt Disney Company despede James Gunn de “Guardians of the Galaxy Vol. 3”
James Gunn
A atriz americana Selma Blair

A atriz americana Selma Blair, amiga de Gunn e conhecida por filmes como “Estranhas Ligações” e “Hellboy”, tornou-se a cara de uma petição que pretende convencer a Disney a recontratar o realizador. Essa mesma petição conta já com 65 000 assinaturas.

O irmão mais novo e colaborador de James, Sean Gunn, publicou uma grande compilação de tweets nos quais dava a sua opinião acerca da situação, do despedimento do irmão, assim como da sua relação com o mesmo:

Espero que não me esqueça de dizer que adoro e apoio o meu irmão James. E estou até orgulhoso do quão querido, generosos e compassivo ele é com as pessoas na vida dele, sejam elas amigas, família, colegas, fãs ou estranhos. Desde que ela era criança, era claro que tinha um desejo (talvez o destino) de ser um artista, de contar histórias, de achar a sua voz através das comics, filmes e a sua banda. A luta por achar essa voz foi, por vezes, desajeitada, mal orientada e absolutamente estúpida, mas por vezes maravilhosa, comovente e hilariante. Desde que dedica a sua vida aos Guardiões da Galáxia e à Marvel há seis anos, vejo-o a aplicar essa voz no trabalho daqueles filmes e a se transformar do gajo que quis dizer coisas para ser chocar as pessoas. Eu vi em primeira mão como ele passou de preocupante para “enternecer o seu limite” para um público maior se aperceber o quão esse “limite” não era tão útil como a ferramenta como ele pensava. O seu dom para contar histórias era algo melhor. Eu vi que o seu coração estava mais aberto do o do tipo que precisava de provocar uma reação nas pessoas contando piadas agressivas e ofensivas (ou o que vocês lhes preferiram chamar – eu não achava aquele material engraçado, nem a nossa Mãe). Esta mudança do meu irmão foi refletida na mudança pela qual os Guardiões passaram. 

James Gunn
Os irmãos James Gunn e Sean Gunn

Eu ouvi o meu irmão dizer inúmeras vezes que o (Peter) Quill conduz a equipa com o lema “Esta é a nossa oportunidade de nos importarmos.” – de nos preocuparmos, era essa a conversa que ele mesmo precisava de ouvir. É isso que tornou o trabalho nos filmes dos Guardiões uma experiência tão recompensadora para o elenco, eu incluído. Conseguimos nos encontrar envolvidos num filme de super-heróis com um grande orçamento que era, no seu direito, profundamente pessoal. Isso é uma dádiva. E é por isso que é boa. Isto não é informação nova, por acaso. São tudo coisas que eu o James explicamos diversas vezes em entrevistas, mais detalhada e eloquentemente. Não é uma sensação nova. Tem sido sempre parte da história. Por isso acho que a minha esperança está nos fãs continuarem a assistir e a apreciar os filmes dos Guardiões, sem esquecer o facto de que o realizador já foi um parvalhão. Eles são, apesar de tudo, filmes sobre descoberta do melhor de nós. Trabalhar neste filmes fez do meu irmão uma pessoa melhor, assim como a mim. Estou orgulhoso disso. Paz.

Assim como os colegas mencionados, Dave Bautista, o Drax, o hilariante e bronco Destruidor de “Guardiões da Galáxia”, comentou igualmente no Twitter:

Terei mais para dizer, mas por agora digo apenas isto. O James Gunn é uma das mais amorosas, cuidadosas e naturalmente boas pessoas que já conheci. Ele é gentil, querido e preocupa-se profundamente com as pessoas e os animais. Ele cometeu erros. Todos nós já cometemos. Eu NÃO estou bem com aquilo que lhe está a acontecer.

James Gunn
O ator Chris Pratt, o realizador James Gunn e o ator Dave Bautista

No entanto, o público espera que outras figuras públicas como os atores Chris Pratt, Zoe Saldana, Bradley Cooper, Vin Diesel, Karen Gillan, Pom Klementieff e o CEO da Marvel, Kevin Feige, comentem a situação publicamente. Relembrem-se que James Gunn foi dispensado dos cargos futuros com a Disney e com a Marvel, nomeadamente a realização do futuro “Guardians of the Galaxy Vol. 3”.

O terceiro filme da trilogia dos Guardiões será supostamente lançado algures em 2020. A sua produção começará já neste outono.