O projeto “Bloodshot” está a ser planeado desde 2012, mas ainda sem nenhuma data de início de produção ou de lançamento… Doméstico e/ou internacional. O que esperar?

Há alguns anos que se pensa numa adaptação cinematográfica do personagem Bloodshot, da graphic novel de super-heróis homónima criada por Kevin VanHook, Don Perlin e Bob Layton, publicada primeiramente em 1992 pela Valiant Comics. Raymond Garrison é um soldado retirado que, depois de injeções experimentais no seu sangue e sofrer contínuas perdas de memória, ganha habilidades de metamorfose e regeneração, tornando-se num anti-herói sedento por vingança.

Bloodshot
O personagem Raymond Garrison, mais conhecido como Bloodshot

A Columbia Pictures obteve os direitos do personagem em março de 2012. Até hoje esteve em conversa com atores, realizadores e guionistas, depois de diversas alterações. Os guionistas Jeff Wadlow (“Kick-Ass 2: Agora é a Doer”) e Eric Heisserer (“O Primeiro Encontro”) contratados em 2012 e 2015, respetivamente, encarregar-se-ão do argumento. Em 2015, David Leith e Chad Stahelski, os criadores de “John Wick” estavam contratados para realizar o projeto. No entanto, em 2017, Dave Wilson, que trabalhou no departamento de efeitos visuais em “Vingadores: A Era de Ultron” e que nunca realizou nenhuma longa-metragem, foi confirmado como realizador.

Bloodshot
O ator americano, Vin Diesel

Vin Diesel, desde janeiro deste ano, é considerado para protagonizar o filme. Enquanto Jared Leto  é considerado para interpretar o vilão do filme, Angelo Mortalli. Entretanto, o elenco começa a ganhar forma, com as adições de Toby Kebbell, Eiza González, Michael Sheen, Talulah Riley, Alex HernandezSam Heughan e, mais recentemente, Jóhannes Haukur Jóhannesson, que interpretou o personagem Lem Lemoncloak na sexta temporada de “A Guerra dos Tronos”.

Ver Também: Velocidade Furiosa 9 | Vin Diesel fala sobre o adiamento para 2020

O projeto encontra-se ainda em pré-produção e sem nenhuma data de lançamento prevista na América. Quer isto dizer que a sua concretização ainda se pode adiar e, assim, atrasar continuamente.