Como já foi dito, para estrear o futuro serviço de streaming da Disney, a Lucasfilm está a preparar uma série live-action de “Star Wars”. Com esta bagagem financeira, decerto que a produção será bem conduzida.

O ator, guionista e realizador nova-iorquino Jon Favreau terá a oportunidade de realizar um sonho de criança. Trabalhar num projeto vinculado ao universo “Star Wars”. Como nós sabemos, se há coisa que a Disney tem é um enorme sucesso de bilheteira.

Publicidade
Star Wars
“Star Wars: Episódio VI – O Regresso de Jedi”, de 1983

Seja com o Universo Cinematográfico da Marvel (“Vingadores: Guerra do Infinito” alcançou 2 biliões de dólares), com as animações da Pixar, com as adaptações live-action de animações clássicas ou com novas histórias (animadas ou não).

A futura série referida terá um orçamento surpreendentemente grande para os padrões televisivos. Até hoje, a série mais cara de sempre foi “Star Trek: Discovery”, da CBS All Access. Cada episódio custou entre 8 a 8,5 milhões de dólares. A série de “Star Wars” em planeamento terá 10 episódios, o que resulta em 10 milhões para cada. A respeito, Favreau declarou ao jornal The New York Times:

Star Wars é um grande mundo. O novo serviço de streaming da Disney fornece uma maravilhosa oportunidade de contar histórias que abordam múltiplas personagens.

A série está ainda a ser escrita por Favreau e decorrerá 7 anos após os eventos de “Star Wars: Episódio VI – O Regresso de Jedi”, de 1983. Esta incluirá uma premissa ainda desconhecida, com personagens inteiramente novos, bem como o  CGI usado em “O Livro da Selva”, de 2016, que foi galardoado com o Óscar de Melhores Efeitos Visuais.

Star Wars
A versão live-action de 2016 da clássica animação “O Livro da Selva”, de 1967

O novo projeto deverá chegar no fim de 2019. Por outro lado, a Lucasfilm anunciou também “Star Wars Resistance”, uma série de animação cuja premissa se passa antes dos eventos de “Star Wars: O Despertar da Força”. Esta estreará já este outono no Disney Channel.

Ver também: “O Livro da Selva” apela à nostalgia no novo trailer

Jon Favreau continua, desta maneira, a sua colaboração com a Disney. Foi ele que há 10 anos iniciou o Universo Cinematográfico da Marvel, realizando “Homem de Ferro”. Para além de realizar também a sua sequela, de 2010, encarregou-se de seguida de “O Livro da Selva” e está atualmente ocupado nas filmagens de “The Lion King”, a versão live-action da animação homónima de 1994, que estreará também para o ano.