Não foi só Stan Lee que nos deixou recentemente. Uma das vozes mais reconhecíveis do cinema clássico, Douglas Rain, é uma das recentes figuras icónicas a ausentar-se deste mundo.

Douglas Rain, nascido na província canadiana de Manitoba no dia 13 de março de 1928, faleceu no passado dia 11. Tinha 90 anos.

O narrador, ator de teatro e televisão e de voz será lembrado eternamente pela sua ameaçadora participação na ficção científica “2001: A Space Odyssey”, lançada em 1968. Em 1984, reinterpretou o personagem em “2010 – O Ano do Contacto”, a sequela inferior ao filme de Stanley Kubrick, realizada por Peter Hyams. O ator terá se retirado com os seus 67 anos, em 1995. Nesse ano foi lançado “The Russian German War”, um documentário que narrou.

Vê também: 2001: Odisseia no Espaço – uma epopeia pela existência
Douglas Rain
HAL 9000

Como um ator shakesperiano, Douglas fundou o Festival de Teatro de Stratford em 1952, que geriu durante mais de 45 anos. A organização afirma que o ator nonagenário terá morrido devido a causas naturais. Este encontrava-se na sua casa em Ontario, no Canadá. Segundo a CTV, o atual diretor artístico do festival Antoni Cimolino declarou o seguinte:

Os teatros canadianos perderam um dos seus maiores talentos e uma luz de guia no seu desenvolvimento. O Douglas Rain era um artista raro, um ator profundamente admirado pelos outros atores.

Douglas Rain