More

    As 5 sequelas de filmes que fracassaram no cinema

    Nem sempre as sequelas são más. A ideia de que o primeiro filme é sempre o melhor é um mito, principalmente se assistirmos a filmes como ‘O Padrinho’, ‘Toy Story’, ‘Harry Potter’, ‘Senhor dos anéis’, etc. Mas existem sequelas de filmes que mais valiam não ter saído da gaveta pois foram um autêntico fracasso. Pior, talvez até tenham manchado um pouco a imagem do primeiro filme.

    As sequelas de filmes que fracassaram no cinema

    Esta lista foi feita segundo o conceituado site Rotten Tomatoes e baseia-se na nota de avaliação dos críticos e no Box Office.

    A Mosca 2

    David Cronenberg, embora seja um culto entre os cinéfilos, não é um diretor popular e não o vemos dirigir filmes de grande orçamento, o que significa que raramente há entusiasmo pelas suas produções na grande mídia. “A Mosca”, de 1986, é o seu filme mais popular até hoje. O elenco composto por Jeff Goldblum e Geena Davis ajudou a atrair espectadores, enquanto o orçamento de US$ 15 milhões foi recompensado com uma bilheteira de mais de US$ 60,6 milhões.

    Três anos depois, em 1989, “A Mosca 2” saiu mas já  sem Goldblum, Davis ou mesmo Cronenberg. O filme foi dirigido por Chris Wallace, que trabalhou no departamento de efeitos especiais no primeiro filme. Na sequência, Eric Stoltz interpreta Martin Brundle, filho do meio homem meio mosca Veronica Quife (Davis) e Seth Bundle (Goldblum), que é referido como “Bundlefly” na sinopse oficial. Para completar, o nível de promoção do filme não foi dos melhores. Este filme faz parte desta lista das sequelas que fracassaram no cineam, basta para isso lermos os resultados em baixo.

    Notas (Rotten Tomatoes)

    • “A Mosca” — Crítica: 92% | Público: 83%
    • “A Mosca 2” — Crítica: 29% | Público: 24%

    Box Office

    • “A Mosca” — Orçamento: US$ 15 milhões | Bilheteria: US$ 60,6 US$ milhões
    • “A Mosca 2” — Orçamento: US$ milhões | Bilheteria: US$ 38 milhões

     

    Sozinho em casa 3

    “Sozinho em casa” é uma das sequelas mais marcantes ​​da década de 1990 e tem uma equipa incrível composta por Chris Columbus (Harry Potter e a Pedra Filosofal) e John Hughes (Having a Good Life). Macaulay Culkin ficou lembrado para sempre na história do cinema com a sua personagem Kevin, tal como rosto da dupla de vilões formada pelos atores Joe Pesci e Daniel Stern. Tudo isso correu muito bem e a receita repetiu-se em “Sozinho em casa 2: Perdido em Nova Iorque”(1992), que custou um pouco menos que o primeiro, cerca de US$ 359 milhões.

    Na terceira parte, Hughes volta como roteirista, mas com atores completamente diferentes e a direção de Raja Gosnell. Com um orçamento muito maior, o terceiro filme não foi bem nas bilheterias e, criticamente, foi amplamente rejeitado. A maioria das pessoas nem sabe da existência do terceiro filme. E tem mais: O Maravilhoso Mundo da Disney lançou “Sozinho em casa 4” (2004) e, em 2012, “Sozinho em casa 5”, ambos sem referência de bilheteria, mas com notas muito baixas entre o público: 24% e 29% respectivamente.

    Notas (Rotten Tomatoes)

    • “Sozinho em casa”  — Crítica: 67% | Público: 61%
    • “Sozinho em casa 3”  — Crítica: 29% | Público: 27%

    Box Office

    • “Sozinho em casa”  — Orçamento: US$ 18 milhões | Bilheteria: US$ 476,6 milhões
    • “Sozinho em casa 3” — Orçamento: US$ 32 milhões | Bilheteria: US$ 79 milhões

     

    Rocky 4

    “Rocky:Um lutador” foi um enorme sucesso quando estreou em 1976, dando fama a Sylvester Stallone para sempre, incluindo a franquia spin-off de Creed, que está a caminho do seu terceiro filme. “Rocky” é uma daquelas franquias que parece que sempre foi boa, mas sabemos que nada é perfeito. Rocky Balboa encerrou a franquia em 2006, mas muito antes disso, em 1990, o quinto filme deu uma grande pausa na produção porque falhou, embora muitos fãs digam que o filme não é tão mau assim.

    rocky 4

    Embora também tenha sido escrito por Sylvester Stallone e dirigido por John G. Avildsen, “Rocky V” fracassou. Acontece que, assim como muitas outras artes foram influenciadas pela narrativa da soberania estaudinense durante a Guerra Fria, Rocky V também trouxe esse conteúdo, tornando o filme muito frágil para o público moderno. A verdade é que o filme envelheceu mal, enquanto o Rocky original continua muito inspirador e atual, mostrando que a franquia se perdeu na tentativa de explorar o personagem como herói nacional.

    Notas (Rotten Tomatoes)

    • “Rocky: Um Lutador” — Crítica: 92 % | Público: 69%
    • “Rocky V” — Crítica: 31% | Público: 31%

    Box Office

    • “Rocky: Um Lutador” — Orçamento: US1,1$ milhões | Bilheteria: US225$ milhões
    • “Rocky V” — Orçamento: US42$ milhões | Bilheteria: US40$ milhões

     

    A Ressaca – Parte III

    “A Ressaca Parte 3” é um exemplo de tudo que a Marvel tem tentado evitar: ficar sem ideias para os próximos filmes. Enquanto a marca de BD explorava varias ideias, a franquia de comedia a Ressaca testou até à exaustão a ideia do primeiro filme. O primeiro filme, embora pouco elogiado, conquistou muitos fãs que acreditaram no potencial de Todd Phillips como um novo grande nome da comédia.

    Infelizmente, a cada novo filme o humor ia se esgotando e a premissa parecia cada vez menos atraente. Mesmo os atores não pareciam tão engraçados quanto antes, mas o filme conseguiu manter a grande bilheteria até o final, apesar do fracasso a nível crítico. Entretanto dois dos atores principais desta franquia protagonizaram dois grandes dramas dos últimos anos: Bradley Cooper protagonizando Assim nasce Uma Estrela e Todd Phillips como o realizador de O Coringa.

    Notas (Rotten Tomatoes)

    • “A Ressaca” — Crítica: 78% | Público: 84%
    • “A ressaca parte 3” — Crítica: 20% | Público: 44%

    Box Office

    • “A Ressaca” — Orçamento: US$ 35 milhões | Bilheteria: 469,3 US$ milhões
    • “A ressaca parte 3”  — Orçamento: US$ 103 milhões | Bilheteria: US$ 362 milhões

     

    Regresso à Lagoa Azul

    “A Lagoa Azul” é um clássico que inspirou muitos fãs, além de ser o filme que ajudou a promover Brooke Shields como um dos ícones da década de 1980. Embora o primeiro filme não tenha sido um sucesso de crítica, “Lagoa Azul” não pode ser ignorado como um título da cultura pop, além de alimentar muitas controvérsias que não foram respondidas até hoje. “A Lagoa Azul” é um clássico cult, convenhamos.

    Apesar de sua popularidade, “A Lagoa Azul” chegou a ser descrito como o pior filme do ano por Roger Ebert e, diante dessa e de muitas outras críticas, 1991 surgiu com a brilhante ideia de uma sequência, Regresso à Lagoa Azul e Milla Jovovich, que se tornaria a musa dos filmes de Resident Evil. Pior que o original, a sequência não conquistou muita gente e agora está quase esquecida, enquanto “A Lagoa Azul” continua a evocar nostalgia. E se achas que os produtores aprenderam a lição, saiba que tem A lagoa Azul: O despertar (2012), com Indiana Evans (H2O: Meninas Sereias ) e Brenton Thwaites (Maléfica).

    Notas (Rotten Tomatoes)

      • “A Lagoa Azul” — Crítica: 8% | Público: 54%
      • “Regresso à Lagoa Azul” Crítica: 0% | Público: 41%

    Sequela desta lista que teve uma nota da crítica mais baixa.

    Box Office

    • “A Lagoa Azul” — Orçamento: US$ 4,5 milhões | Bilheteria: US$ 58,8 milhões
    • “Regresso à Lagoa Azul” — Orçamento: US$ 11 milhões | Bilheteria: US$ 2,8 milhões

    Existem muitos outras sequelas que foram um fracasso, qual acrescentarias a esta lista?

    Albano Seabra
    Albano Seabra
    Sou o Albano, tenho 20 e anos moro em matosinhos. Adoro escrever e tenho o sonho de me tornar um escritor famoso.

    Queres estar a par de todas as novidades? Calma!

    Prometemos que não te vamos chatear a toda a hora. Garantimos que te vamos enviar conteúdo de qualidade.

    Últimos Artigos

    Artigos Relacionados