“O Caso Spotlight” foi o grande vencedor mas “Beasts of No Nation” e “Tangerine” foram os premiados mais marcantes com um jovem do Gana e uma ex-prostituta transgénero a vencerem galardões ambos no seu papel de estreia.

Melhor Filme – “O Caso Spotlight”

Melhor Realizador – Tom McCarthy, “O Caso Spotlight”

Melhor Argumento – Tom McCarthy & Josh Singer, “O Caso Spotlight”

Melhor Primeiro Filme – “O Diário de Uma Rapariga Adolescente”

Melhor Primeiro Argumento – Emma Donoghue, “Room – Quarto”

Melhor Ator Principal – Abraham Attah, “Beasts of No Nation”

Melhor Atriz Principal – Brie Larson, “Room – Quarto”

Melhor Ator Secundário – Idris Elba, “Beasts of No Nation”

Melhor Atriz Secundária – Mya Taylor, “Tangerine”

Melhor Documentário – “O Olhar do Silêncio”

Melhor Filme Estrangeiro – “O Filho de Saul”

Melhor Fotografia – “Carol”

Melhor Montagem – “O Caso Spotlight”

Prémio John Cassavetes (atribuído ao melhor filme com orçamento inferior a meio milhão de dólares) – “Krisha”

Prémio Robert Altman (atribuído ao melhor elenco, diretor de casting e realizador) – “O Caso Spotlight”

Prémio Kiehl’s Someone to Watch – Chloe Zhao, Felix Thompson, Robert Machoian & Rodrigo Ojeda-Beck

Piaget Producers Award – Darren Dean, Mel Eslyn, Rebecca Green & Laura D. Smith

Os Film Independent’s Spirit Awards decorreram como é habitual numa tenda junto à praia de Santa Monica, Califórnia.

beasts of no nation