Esta semana destacamos 17 posters do cinema iraniano dos últimos 10 anos, a par da estreia de “O Mal Não Existe”.

Realizado por Mohammad Rasoulof, o filme foi o grande vencedor do Festival de Berlim, arrecadando o Urso de Ouro, o Prémio do Júri Ecuménico e o Prémio da Guilda.

Ver também: 25 posters do cinema brasileiro a destacar na última década

Publicidade

Nesta galeria de posters do cinema iraniano é possível encontrar os cartazes de filmes produzidos ou co-produzidos no Irão entre 2010 e 2020, incluindo vários posters de filmes de realizadores aclamados como Asghar Farhadi, Jafar Panahi e Abas Kiarostami.

Quanto a “O Mal Não Existe”, o vencedor do Urso de Ouro do Festival de Berlim tem como sinopse oficial:

Uma antologia de quatro histórias que seguem a vida de indivíduos confrontados com uma escolha impensável e com consequências imediatas: seguir ordens e executar a pena de morte ou recusar-se a fazê-lo. Uma narrativa urgente, inspirada em eventos reais da vida do realizador, O Mal não Existe questiona a possibilidade da liberdade individual sob um regime despótico. Apesar das tentativas de censura por parte das autoridades iranianas, a sexta longa-metragem de Mohammad Rasoulof venceu o Urso de Ouro em Berlim, levando à condenação do cineasta a um ano de prisão por “propaganda contra o sistema”.

Ver também: 25 melhores posters de comédias francesas estreadas nos últimos 5 anos

“O Mal Não Existe” encontra-se em exibição nos distritos de Lisboa, Porto e Coimbra.