É raro haver filmes sem uma única falha, quer seja ela técnica, factual, histórica ou a mais comum, de continuidade.

Alguns deles não tem importância e só os olhares mais atentos captam esses erros cometidos. No entanto, há outros que podem afetar a nossa credibilidade e a forma como vamos encarar o resto do filme.

Aqui ficam algumas falhas de alguns dos filmes mais adorados de sempre. Como poderão comprovar, não alteram em nada a nossa perceção e o sentimento que temos por eles.

4. Parque Jurássico (1993)

Se olharmos com atenção para a cena onde os “velociraptors” andam atrás das crianças na cozinha, consegues reparar numa mão fora do lugar. Quando o “raptor” entra pela porta da cozinha, um homem da equipa técnica põe a mão na cauda da criatura de forma a estabilizá-lo.

3. Homem-Aranha (2002)

O “Homem-Aranha” é um filme com uma porção considerável de erros, mas neste artigo vou mencionar apenas um deles. Este erro acontece quando o Peter está no seu quarto a tentar usar o seu lançador de teias. No processo, ele agarra uma lâmpada e parte-a contra uma parede. Entretanto, a sua tia May vem ver o que se estava a passar e aí conseguimos ver a lâmpada em cima do móvel intacta.

2. The Shining (1980)

No notável filme de Stanley Kubrick, somos presenteados logo no início como uma imagem do hotel, onde conseguimos distinguir o parque de estacionamento, mas, no entanto, não conseguimos ver o famoso labirinto. Ainda assim, no filme podemos ver que o labirinto está mesmo ao lado do hotel.

1. O Gladiador (2000)

O Gladiador” com Russell Crowe, não está imune a estes erros. Durante a corrida que há no Coliseu, uma das carruagens vai contra o muro e capota, ficando de lado. Esta perspetiva mostra-nos um cilindro com ar comprimido, que tem como objetivo ajudar no aparato da carruagem a capotar.