Uma Análise aos Clássicos: “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, de Jean-Pierre Jeunet

Trailer de "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain". Delicia-te com esta obra-prima do cinema.

Os amantes de cinema foram presenteados com “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain“.

Uma comédia romântica provocante e desafiadora do realizador Jean-Pierre Jeunet, que lhe valeu 5 nomeações para Óscares e um distinto lugar no Top 100 dos melhores filmes de sempre, pelo site IMDb.

Amélie Poulain (Audrey Tautou), uma jovem parisiense habituada desde pequena à solidão, desenvolve uma imaginação fértil que lhe permite uma visão mágica do mundo, apesar das constantes da sua vida, a morte e a carência. Em 1997, cinco anos depois de experimentar a independência pela primeira vez, Amélie descobre na sua casa uma velha caixa metálica que contém memórias de um rapaz que tinha vivido naquela apartamento décadas antes. Amélie decide que vai devolver a caixa ao dono, custe o que custar, e promete a si mesma que se a sua atitude lhe trouxer felicidade, vai dedicar a sua vida a fazer outras pessoas felizes também.

Quem viu sabe que poucas são as palavras possíveis para descrever tudo aquilo que emerge em nós. Desde a banda sonora especialmente composta para esta produção pelo brilhantismo de Yann Tiersen que nos envolve ao longo do filme, passando pela excecional fotografia, e acabando no delicioso enredo que nos é apresentado, “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” é um filme que marca e inspira.

Ver também: Uma Análise aos Clássicos: “Quase Famosos”, de Cameron Crowe

É um filme de sensações, que nos desafia num mundo imerso em tecnologia, a apreciar as mais simples e pequenas coisas, a sermos mais observadores, mais dedicados ao ser humano e mais espontâneos. É um filme que nos acorda e nos faz perceber que a única barreira para a satisfação plena somos nós mesmos. Ensina-nos, inclusive, a arriscar, a aceitar quem somos e a não ter medo de descobrir novas emoções.

Sabias que as pinturas do artista brasileiro Juarez Machado foram a inspiração para as principais cores dominantes no filme? São elas o verde, o vermelho e o amarelo.