Uma breve análise da versão virtual do BFI London Film Festival 2020, festival britânico que acompanhamos todos os anos no Cinema Planet.

2020 tem sido um ano de muitas dificuldades para várias industrias e a do Cinema foi severamente afectada.

Este ano foi com muita tristeza que não pudemos ter o festival no seu formato habitual porém o BFI London Film Festival foi incrível e organizou tudo virtualmente de maneira a que audiência, membros da industria e impressa pudessem usufruir da melhor maneira possível.

Neste artigo vou-vos contar como correu esta versão virtual, os seus prós e contras e iremos também revelar-vos o nosso top 5 dos melhores filmes que passaram no festival.

O BFI apresentou-nos uma plataforma virtual extremamente bem organizada: ao entrarmos no site tínhamos desde dos visionamentos exclusivos para a imprensa como também todas as curtas que foram selecionadas para o festival. As conversas foram disponibilizadas tanto na plataforma como no canal de Youtube do BFI podendo assim ser visto por todos aqueles que estavam interessados.

A fácil navegação fez com que a experiência fosse sem quaisquer stresses e apenas um filme teve problemas técnicos que, na nossa experiência, é um bom resultado no geral. Este formato também ajudou a que pudéssemos visualizar muitos mais filmes! Ao todo visualizámos mais de 20 filmes em menos de duas semanas!

Os Afternoon Teas que temos o prazer de atender todos os anos não faltaram! Com uma óptima organização, conseguimos entrevistas com cerca de dez realizadores e realizadoras através do Zoom. Foi muito diferente mas interessante poder conversar do nosso escritório para o deles. Estamos muito felizes por vos trazer todas estas entrevistas e quem sabe, até alguns vídeos!

Ver também: Let’s Talk #68: Hong Khaou e a estreia no London Film Festival

O que sentimos mais falta foi, sem sombra de dúvidas, o ambiente do festival. Poder socializar e conhecer outros membros da imprensa, tomar café em Southbank, as mini tartes do Mayfair Hotel, e ver filmes no grande ecrã.

Espero que o futuro seja uma combinação de ambos onde vamos poder ter acesso a conteúdo virtual e também podermos ir ao cinemas e conviver. Temos confiança que o BFI estará preparado para conseguir um festival ainda melhor no próximo ano!

O Nosso Top 5

  1. Wolfwalkers (Tomm Moore e Ross Stewart), estreia a 11 de Dezembro na Apple TV+
  2. Supernova (Harry Macqueen), estreia a 28 de Janeiro nos cinemas
  3. Zanka Contact (Ismaël El Iraki)
  4. One Man And His Shoes (Yemi Bamiro)
  5. One Night in Miami (Regina King), estreia a 15 de Janeiro na Amazon Prime Video