Wong Kar-Wai anunciou que estará de volta à realização no final deste ano ou início de 2020 com o seu há muito em progresso filme dramático “Blossoms”.

De acordo com o jornal chinês Ming Pao, Wong confirmou a data de início da produção do filme à imprensa depois de ter recebido um prémio honorário atribuído pela Associação de Argumentistas de Hong Kong a 17 de março.

“Blossoms” é baseado no romance de 2013 da autoria de Jin Yucheng e segue as histórias de vida de 2 residentes de Xangai desde o final da Revolução Cultural chinesa no final dos anos 60 até aos anos 90.

Vê também: “Chungking Express” – Cinema espontâneo

“Blossoms” encontra-se em desenvolvimento há vários anos, tendo Wong passado os últimos 4 anos a ultimar o argumento. Em declarações à IndieWire em 2017, revelou que esta seria a sua obra mais pessoal até à data.

Foi igualmente revelado que os temas de “Blossoms” se encontram relacionados com os anteriores filmes de Wong, “Disponível Para Amar” e “2046”, para além de ser o primeiro filme do realizador desde “O Grande Mestre” de 2013.

Blossoms

Wong referiu que “Blossoms” seria a terceira parte dos filmes referidos anteriormente, apesar de a notícia poder parecer confusa para os seguidores do percurso do realizador já que aqueles dois títulos já constituem parte de uma trilogia informal que havia tido início com “Days of Being Wild” de 1990.

A demora na escrita do argumento está relacionada com o imbricado trabalho do realizador na construção de um argumento delicado e preciso, quase à semelhança de um verdadeiro arquiteto ou historiador, como o próprio admitiu, devido à reconstituição apurada de uma cidade, a sua cidade natal, que já não existe.

Wong Kar-Wai, para além deste seu projeto de enorme longevidade, tem estado associado a outros, incluindo uma série da Amazon ainda em desenvolvimento “Tong Wars” e uma biografia de Gucci para a Annapurna que acabaou por nunca se materializar.