Foi divulgado o primeiro trailer para o documentário de Martin Scorsese “Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese”, sobre o lendário músico Bob Dylan, quase a estrear na Netflix. A plataforma de streaming começa pelo documentário esta parceria com o realizador e ainda este ano espera-se que estreie o filme que o Scorsese realizou exclusivamente para a Netflix, “The Irishman”, com Robert De Niro e Al Pacino.

Em “Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese”, o realizador explora a carreira de Dylan nos anos 70, especificamente o Verão de 1975, no decorrer de uma digressão que teve tanto de trágico como de transformador.

No documentário são usadas muitas imagens de arquivo da digressão Rolling Thunder Revue, em que Dylan reuniu uma série de amigos músicos e fez-se à estrada para tocar em pequenas salas, apesar de poderem encher arenas e outros espaços com milhares de lugares.

O documentário conta ainda com a visão de Dylan através de momento de entrevista, algo que também não acontece todos os dias, em que o músico demonstra que a medida do sucesso neste caso não tem a ver com dinheiro mas com muitos outros elementos.

Vê também: Na noite dos Óscares, a Netflix lança o primeiro teaser de “The Irishman”

Para além de mostrar esse momento na carreira da lenda, o documentário mostra ainda uma boa parte de como era a vida nos Estados Unidos em 1975, quando a nação se encontrava incrivelmente dividida, tanto a nível político como económico e social.

Martin Scorsese é o realizador que dispensa apresentações, mas é conhecido, entre outros, por filmes como “Tudo Bons Rapazes” ou “The Departed – Entre Inimigos”. O mundo da música também não lhe é estranho e especificamente o documentário nessa área.

Em 1978, já tinha realizado “A Última Valsa”, metade concerto, metade documentário, uma crónica da última atuação de The Band, a banda original que acompanhava Dylan, que continuar a ser considerado um dos melhores filmes do género feitos até ao momento.

Scorsese tinha igualmente realizado o documentário da HBO “George Harrison: Living in the Material World”, em 2011, dedicado à vida de George Harrison, com entrevistas, imagens de concertos, filmagens caseiras e fotografias.

Em 2005, o realizador tinha já dedicado a sua atenção à carreira de Dylan, num outro documentário chamado “No Direction Home: Bob Dylan”, uma crónica de 3 horas e meia que conta a história de Dylan desde a sua chegada a Nova Iorque em janeiro de 1961, passando pela sua pausa nas digressões e pelo acidente de moto em julho de 1966.

“Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese” centra-se em Bob Dylan no momento em que se faz à estrada em busca de novos horizontes criativos. A digressão que daí resulta é um misto de magia e caos e as imagens utilizadas agora estiveram guardadas todos estes anos para agora serem restauradas e fazerem parte do documentário.

Para além de entrevistas com o próprio Dylan, que aparece nesta posição pela primeira vez em mais de uma década, há ainda novas entrevistas com Joan Baez, Rubin “Hurricane” Carter, Sam Shepard e Allen Ginsberg.

O documentário é acompanhado de uma caixa de colecionador com material proveniente da digressão, “Bob Dylan – Rolling Thunder Revue: The 1975 Live Recordings”, e cada uma das atuações no filme estão disponíveis através de 14 CDs e 148 faixas de música, edição da Columbia Records e Legacy Recordings. A caixa está disponível para compra a 7 de junho.

“Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese” chega então à Netflix no dia 12 de junho.