Emma Stone deixou “Little Women”, de Greta Gerwig, por estar com diversos projetos em desenvolvimento na agenda. Este é um deles.

Depois de duas adaptações em carne e osso de “101 Dálmatas”, a Disney prepara então mais uma versão live-action da franchise sobre a família dos cães ingleses perseguidos pela socialite e estilista megalomaníaca e antagónica – um que acompanha as origens e  juventude da própria mulher sedenta pelas belas manchas dos dálmatas. Na clássica animação de 1961, a personagem recebeu a voz da americana Betty Lou Gerson. Posteriormente, nos filmes live-action de 1996 e 2000, foi interpretada pela americana Glenn Close.

Publicidade
Vê também: Emma Watson substituirá Emma Stone em “Little Women”

Cruella

A americana Emma Stone, vencedora de um Óscar por “La La Land”, já foi confirmada há uns meses para o papel principal. Até ao início deste mês, o americano Alex Timbers, co-criador de “Mozart in the Jungle”, da Amazon, era mantido na cadeira de realização. Foi então que, devido a conflitos de calendarização, foi substituído por Craig Gillespie, realizador da recente biografia “Eu, Tonya”.

Cruella
Craig Gillespie

O argumento de “Cruella” está a ser escrito por uma equipa de quatro guionistas. São estes o americano Steve Zissis (“Togetherness”), a inglesa Kelly Marcel (“Ao Enconto de Mr. Banks”), o inglês Jez Butterworth (“No Limite do Amanhã”) e a americana Aline Brosh McKenna (“O Diabo Veste Prada”). O filme, ainda em pré-produção, não tem outras confirmações no elenco nem quaisquer datas de estreia.