O elenco de Guardians of the Galaxy saiu em defesa do realizador que está no projeto desde 2014. Chris Pratt, Zoe Saldana, Vin Diesel e Bradley Cooper são assim alguns dos nomes que assinaram a carta que apela a que tragam de volta James Gunn.

Apesar de não defenderem as piadas que levaram ao despedimento de James Gunn, ainda assim o elenco de Guardians of the Galaxy saiu em defesa do cineasta. Em baixo está a carta completa, publicada no instagram de Chris Pratt.

Na carta coletiva, todos os atores recordam os bons momentos com Gunn. Destacam os bons momentos passados na produção dos dois primeiros filmes de Guardians of the Galaxy. Expressam também a “honra” que foi fazer parte do projeto. Os remetentes sublinham ainda que devido à divisão política que se sente nos EUA, este não será o primeiro nem o último caso.

Recorda algumas das pessoas que intercederam por Gunn: James Gunn é defendido por colegas e amigos depois do polémico despedimento

Já Dave Bautista (alguém que os fãs da WWE reconhecem de imediato como o lutador Batista), também parte do elenco, assim como uma das personalidades que assinou a carta, saiu recentemente em defesa de James Gunn através do seu twitter. Podem ler as suas declarações abaixo:

Recorde-se que Gunn foi demitido por uma série de piadas sobre violação e pedofilia publicadas no twitter vários anos atrás. Entre os tweets ofensivos estão comentários como “Gosto quando rapazes pequenos tocam-me naquele sítio parvo”, bem como “a melhor coisa de ser violado é quando acabas de ser violado e pensas ‘ufa isto sabe muito bem, não como uma violação!'”. Sublinha-se, todavia, o facto de os tweets em causa terem sido lançados entre 2008 e 2011.

Sabe mais acerca do escândalo: A Walt Disney Company despede James Gunn de “Guardians of the Galaxy Vol. 3”