Date:

Share:

John Carpenter recebe prémio de carreira em Cannes

Related Articles

O mestre do terror, o realizador John Carpenter, irá ser galardoado na edição deste ano do Festival de Cannes com a Carrosse d’Or, na Quinzena dos Realizadores.

Carpenter, que esteve à frente de clássicos como “Regresso do Mal”, “O Nevoeiro”, “Christine: O Carro Assassino” e “Nova-York 1997”, irá receber o galardão a 15 de maio, na abertura da Quinzena dos Realizadores em Cannes.

O ano que passou foi um grande ano para o realizador, apesar de não ter feito nenhum filme novo que tenha sido sucesso. O seu clássico “Halloween” (“Regresso do Mal “) foi alvo de um reboot e acabou por ser um dos maiores sucessos de bilheteira de 2018.

Vê também: “Halloween” – A Sequela 3.0

John Carpenter

A Associação dos Realizadores Franceses, que escolhe os galardoados com este prémio de carreira, apelidou Carpenter de grande génio criativo que dá origem a emoções fantásticas e cruas e, apesar de não serem afirmações daquela entidade, acrescente-se que construiu o caminho para muito do cinema de terror da atualidade.

A mesma entidade, na carta que endereçou ao realizador, elogiou a sua capacidade de renovar através da criação de novos espaços e sensações, recriando e regenerando para dar lugar a novos motivos de medo.

A partir da obra de Carpenter, inúmeros atores ficaram na história do cinema e dos filmes de terror em particular, entre os quais se destacam os nomes de Jamie Lee Curtis, Adrienne Barbeau e Kurt Russell. “Starman – O Homem das Estrelas” é igualmente considerado como um dos mais tocantes melodramas de ficção científica da década de 80.

John Carpenter

Carpenter, hoje com 71 anos, é elogiado igualmente pela sua capacidade de composição das músicas dos seus filmes, já que foi compositor ou co-compositor das bandas-sonoras de quase todas as suas obras, tendo contribuído, segundo a Associação, para inspirar até aos dias de hoje a cena de música eletrónica francesa.

Entre os anteriores nomes que receberam este galardão em Cannes, contam-se realizadores como Martin Scorsese (2018), Werner Herzog (2017), Jia Zhangke (2015), Jane Campion (2013) e Agnes Varda (2010).

Cátia Santos
Sou apaixonada pelo cinema e pela escrita mas a minha primeira paixão foi a História. Em cada uma destas paixões estou como quando respiro e quero continuar a respirar assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos Populares