Depois de meses de especulação e rumores, a Warner Bros. confirma que o filme solo do Palhaço Príncipe do Crime, protagonizado por Joaquin Phoenix, sempre acontecerá.

Foi já há quase 1 ano que a Warner. Bros e a DC Entertainment anunciaram que um filme focado nas origens do Joker, passado nos Anos 80 na cidade de Gotham, estava em desenvolvimento. Esta semana, o porto-riquenho Joaquin Phoenix foi finalmente confirmado para se encarregar do papel principal. As filmagens começarão no próximo mês de setembro. O lançamento está previsto para o dia 4 de outubro de 2019 nas salas americanas. No entanto, o filme terá um modesto orçamento de 55 milhões de dólares. Um dos objetivos de Todd Phillips e da produção é restaurar a essência dos filmes de baixo orçamento, dando assim uma personalidade distinta aos novos filmes solo da DC.

Publicidade
Vê também: SDCC 2018 – Vê as novidades de “Venom” e “Spider-Man: Into the Spider-Verse
Joaquin Phoenix
O ator porto-riquenho Joaquin Phoenix

O drama de crime será realizado pelo americano Todd Phillips, responsável pela trilogia “A Ressaca”. O argumento foi co-escrito pelo mesmo e por Scott Silver (“The Fighter – Último Round”). A produção está ao cargo do realizador Martin Scorsese. No elenco, está igualmente confirmada Zazie Beetz, a Domino de “Deadpool 2”. O filme está, no entanto, isolado do presente Universo Cinematográfico da DC, no qual já está Jared Leto a interpretar o famoso palhaço. Aliás, Leto receberá também um filme solo e aparecerá em “Suicide Squad 2”, bem como num futuro projeto com a companheira Harley Quinn, interpretada por Margot Robbie.

Joaquin Phoenix
O realizador americano Todd Phillips

A Warner Bros. afirma que o filme terá um tom sombrio e que será “uma exploração de um homem desconsiderado/descartado pela sociedade. Não será apenas um estudo de personagem arrojado, mas também um conto cauteloso mais amplo”. O ator Joaquin Phoenix recentemente comentou pela primeira vez a sua opinião sobre o projeto. Afirma estar bastante empolgado com a ideia há muitos anos, apesar do personagem já ter sido interpretado inúmeras vezes. Ele tinha já recusado outras ofertas do género, como Lex Luthor em “Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça” e Doutor Estranho no filme solo homónimo, ambos lançados em 2016.