Mirage | Uma “Segurança Nacional” à francesa

A série Mirage estreia a 8 de Junho às 23 horas no AMC em episódio duplo e tem tudo para te deixar “colado” à televisão.

Publicidade

O Cinema Planet teve acesso aos primeiros três episódios e conta-te tudo o que deves saber sobre esta nova produção.

Tailândia, dezembro de 2004. Claire (Marie-Josée Croze) e Gabriel (Clive Standen) são um casal apaixonado que está a passar o Natal neste local paradisíaco. Contudo, este ambiente tranquilo é interrompido de forma abrupta por um tsunami que destrói toda a paisagem. Claire sobrevive, mas desconhece o paradeiro do namorado.

Posteriormente, a história avança quinze anos e vemos esta mulher a recomeçar a vida em Abu Dhabi com o seu marido Lukas (Hannes Jaenicke) e o filho Zack (Thomas Chomel). Claire carrega um trauma porque era a responsável pela cibersegurança de uma central nuclear no Cazaquistão que foi destruída num acidente matando várias pessoas. O mistério da série adensa-se quando percebemos que ela está a ser vigiada onde quer que vá.

Tudo muda quando Claire encontra Gabriel, que estava dado como morto, e ele conta-lhe que está numa missão contra a empresa que a está a vigiar. Quando Claire aceita ajudá-lo nesta tarefa, entra num mundo de espionagem onde ninguém é o que parece e de onde é impossível sair.

Mirage é a nova proposta da AMC para as tuas noites de terça-feira a partir de 8 de junho. Esta superprodução franco-germano-canadiana de seis episódios faz parte de uma estratégia europeia para concorrer com os estúdios americanos. O principal elemento que mostra a grandeza deste projeto é o orçamento, que ronda os 3 milhões de euros por episódio. Uma das particularidades desta série é o facto de a língua francesa surgir nas conversas, apesar de ser falada principalmente em inglês.

Esta série é composta por muitos elementos de ação e suspense que fazem com que os episódios passem muito depressa. Cada um deles faz novas revelações e a intriga é cada vez maior. Um dos aspetos mais entusiasmantes é que cada personagem não é linear e vão sendo reveladas novas camadas ao longo do tempo.

Apesar de o espetador saber que Claire está a ser vigiada e por quem, não é logo revelada a causa desta perseguição. O passado da protagonista é contado de forma muito interessante porque nunca se sabe bem o que realmente aconteceu e, por isso, queremos saber muito mais do que é dado.

Uma história original com inspirações evidentes

Apesar de todos estes aspetos positivos, nem tudo é perfeito. A história é totalmente original, mas há certos aspetos que dão uma sensação de déjà-vu a quem viu “Segurança Nacional”. Um dos aspetos que se destaca só com a leitura da sinopse é o ambiente árabe onde a série decorre.

Porém, não é essa característica que mais quero salientar, mas sim a atriz que escolheram que parece uma sósia perfeita de Claire Danes, protagonista da série americana, e que partilha o nome com a protagonista de “Mirage”. Vou tentar ser ingénuo e pensar que se tratou de uma coincidência. Não obstante, é de salientar os cenários escolhidos que não se limitam à Abu Dhabi luxuosa, mostrando alguns bairros mais tradicionais e onde mora grande parte da população.

Ver também: Cruella | Ouçam-na rugir! – Emma Stone é a notória vilã da Disney

“Mirage” é a série perfeita para quem gosta de ação, espionagem e reviravoltas e quer passar um bom serão. Apesar de não ter a qualidade inigualável de “Segurança Nacional”, é ideal para todos os que têm saudades das aventuras de Carrie Mathison. Se não gostas de perder as melhores séries, não percas esta oportunidade.

ESTREIA8 de junho  CANAL: AMC  HORÁRIO: terça-feira às 23 horas