Cinema Destaques

Netflix ameaça retirar cinco filmes do Festival de Cannes

  • Abril 9, 2018
  • 2 min read
Netflix ameaça retirar cinco filmes do Festival de Cannes

A disputa entre a Netflix e o Festival de Cannes continua. Agora, o serviço de streaming está a ameaçar retirar cinco produções que deveriam estrear durante o Festival.

A Netflix estreou-se em Cannes o ano passado com os filmes “Okja” e “The Meyerowitz Stories”. Desde aí, foram muitas as vozes contra o serviço de streaming. A polémica subiu de tom quando o director do Festival, Thierry Frémaux, revelou uma nova regra. A partir deste ano, qualquer filme que queira competir em Cannes terá de ser distribuído nas salas de cinema francesas.

Cannes

Devido a esta nova regra, a Netflix ameaça retirar cinco filmes da competição oficial. São eles “Roma” de Alfonso Cuarón, “Norway” de Paul Greengrass, “Hold the Dark” de Jeremy Saulnier, “The Other Side of the Wind” de Orson Welles, e “They’ll Love Me When I’m Dead” de Morgan Neville.

Vê também: Originais da Netflix proibidos de competir no Festival de Cannes

Jeremy Saulnier, em declarações à IndieWire, confirmou já que o seu filme “Hold the Dark” não irá participar na competição.

É uma pena, penso que iria causar agitação. Mas, no fim de contas, será melhor mostrar o filme em festivais no final do ano, perto da sua data de estreia. Para além disso, quem raio gosta de ver vaiada no genérico a primeira apresentação do seu filme, sobretudo quando se está a denegrir a entidade que o tornou possível? É por isso que sou um defensor feroz da Netflix. Respeito Cannes por querer proteger o que entende ser o cinema tradicional e o modelo de negócio que o suporta. E respeito a Netflix por procurar novos caminhos que contornam o tradicional método de distribuição para se ligar directamente a um público enorme. Mas as duas entidades estão a evoluir e penso que acabarão por resolver as suas diferenças.

O anúncio da programação da 70ª edição do Festival de Cannes será feito dia 12 de abril. Só nesse dia haverá uma revelação definitiva. De acordo com a IndieWire, Frémaux afirmou que ainda estão a decorrer conversações e que os filmes são bem vindos.

About Author

Marta Pereira

Obcecada por séries, cinema, literatura e fotografia.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *