Críticas Críticas de Cinema

Thor: Love and Thunder – Uma Epopeia Cómica?

  • Julho 26, 2022
  • 2 min read
Thor: Love and Thunder – Uma Epopeia Cómica?

Thor: Love and Thunder saiu nos cinemas e divide opiniões. Mas, num modo geral, torna-se num filme “quase” antigo da Marvel, antes de se falar do MCU, quando ainda tinham coisas a melhorar.

Cartaz de cinema do filme Thor: Love and Thunder

Narrativa apressada

Os filmes da Marvel são conhecidos por apresentarem personagens novos, provenientes das bandas desenhadas, o que por vezes complica fazer uma película SÓ de 2 horas.

Este filme sofre desse problema. Não o de apresentar muitas personagens, mas de não ter tempo (ou não o conseguir aproveitar) que o público consiga criar empatia com as mesmas.

E, apesar das (curtas) quase 2 horas de filme, o problema assenta na comédia desmedida de Taika Waititi.

Comédia em excesso?

Numa entrevista à Collider, Natalie Portman disse que com tanta comédia o drama quase que acaba por não existir.

O que em “Guardians of the Galaxy” e “Thor: Ragnarok” resultou, com os alívios cómicos bem estruturados e que não desviavam do drama principal, nesta longa-metragem isso não aconteceu.

Taika Waititi cria quase uma “paródia” nórdica e de super-heróis mal estruturada.

Pontos Fortes

Os pontos fortes de Thor: Love and Thunder estiveram bem à vista e em preto e branco: Christian Bale.

Um vilão que foi introduzido neste filme mas que já consegue mostrar o que realmente vale.

Bale transmite novamente o que queremos ver e o que se encaixa perfeitamente com o nome do vilão Gorr. Mas com a insistente “obrigação” de ter de fazer rir as pessoas, toda uma performance forte fica perdida.

A banda sonora, como aconteceu em Ragnarok com a homenagem a Led Zeppedlin, desta vez foi dedicada a Guns N’Roses, que transmitem uma vibe Rock n’Roll. Mas, novamente, perde-se muito cedo no filme e acaba por quase nem darmos por ela.   

Já viste este filme? Se sim, comenta a tua opinião.

Vê também: 6 Séries mais aguardadas da Netflix em 2022

About Author

Bruno Piedade

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *