More

    7 filmes musicais imperdíveis

    Números musicais elaborados, personagens carismáticos, canções icónicas, coreografias complexas… tudo isto são elementos que só podes encontrar em filmes musicais. Um género que remonta desde as origens do som no Cinema, é justo dizer que não é para toda a gente. Mas para quem se permite adentrar num mundo de fantasia onde a música é a maior forma de expressão, é inevitável sermos arrebatados pela música, pela dança e pela magia que estes filmes oferecem.

    Os melhores filmes musicais que tens de ver

    Aqui irás encontrar alguns filmes musicais que ao longo dos anos definiram o género e são imperdíveis para qualquer fã de Cinema!

    The Wizard of Oz (1939)

    wizard of oz

    Um marco no Cinema, este filme foi o primeiro filme musical de sempre a cores. Conta a história de Dorothy, uma jovem rapariga que se vê perdida num mundo mágico e precisa de voltar a casa. Para isso, precisa de encontrar o misterioso Feiticeiro de Oz. Pelo caminho faz amizades com um leão, um espantalho e um homem de lata. Um clássico deslumbrante perfeito para ver com a família.

    Singin’ in the Rain (1952)

    singin in the rain

    Outro clássico absoluto do Cinema, Singin’ in the Rain é, no fundo, uma comédia acerca da transição do cinema mudo para o sonoro, os chamados “talkies”. É uma espécie de sátira de Hollywood, leve e bem-humorada, que concentra os seus esforços em criar as sequências musicais mais opulentas e suntuosas alguma vez postas em película. A paixão que eles põem na criação de cada número é contagiante, e todo o elenco, especialmente Gene Kelly e Debbie Reynolds, têm performances icónicas; há uma palpável sensação de alegria por todo o filme, e a música, começando pela canção que dá nome ao filme, vai ficar na tua cabeça depois de veres o filme.

    West Side Story (1961 e 2021)

    west side story

    Enquanto que os filmes musicais anteriores deram origem a produções da Broadway, este West Side Story é uma adaptação de um musical, sendo de resto uma história inspirada em Romeu e Julieta de Shakespeare. West Side Story de 1961, realizado por Robert Wise, é um musical entusiasmante e derradeiramente trágico, seguindo uma história de amor entre duas pessoas de gangues rivais.

    O remake de Steven Spielberg pode não capturar toda a magia do original, mas adiciona uma camada de realismo que a destaca do filme de Wise, e números musicais glamorosos e bem-conseguidos. Assim, ambos os filmes proporcionam uma tarde bem passada e emocionante.

    Grease (1978)

    Grease

    Grease é outra adaptação de um musical da Broadway. A história passa-se nos anos 50, e diz respeito a um romance entre os personagens interpretados por John Travolta e Olivia Newton John, que se conhecem num verão. As canções têm como compositores Barry Gibb, dos Bee Gees, entre outros, além de versões de músicas dos anos 50. Números musicais como “You’re the one that i want” ou “Summer Nights” são inesquecíveis.

    Sing Street (2016)

    sing street

    Sing Street diferencia-se dos filmes musicais anteriores devido a ser de forma geral o que se chama de jukebox musical. Ou seja, ao contrário dos filmes previamente mencionados, a banda sonora é maioritariamente composta não por música original, mas sim por versões de canções de bandas como The Cure, The Jam ou Duran Duran. A história é um coming-of-age sobre um rapaz que decide começar uma banda para impressionar uma rapariga. Um musical que encanta pela sua simplicidade.

    La La Land (2016)

    la la land

    O filme que quase ganhou o Oscar de Melhor Filme num dos momentos mais insólitos dos últimos anos, é também o filme que trouxe o género do filme musical clássico de volta à ribalta. La La Land, a obra de Damien Chazelle, tem tudo o que os grandes clássicos ofereciam – coreografias com sapateado à mistura, canções empolgantes, um romance emocionante – envolto num pacote fresco e moderno. A história de amor entre Sebastian, interpretado por Ryan Gosling, e Mia, interpretada por Emma Stone numa performance que lhe conferiu o Oscar de Melhor Atriz, lida com os compromissos entre a arte e a vida pessoal, e demonstra a forma como os filmes musicais nos conseguem transportar para a magia do Cinema de uma forma que nenhum outro género consegue.

    Marcos Silva
    Marcos Silvahttps://letterboxd.com/silvasnake/
    23 anos, licenciado em Audiovisual (facto que o faz ter opiniões extremamente pretensiosas). Apreciador de música, séries, futebol, e acima de tudo cinema, e os seus vários géneros, com soft spot por comédias dramáticas indie dos anos 90. Música da mesma década também. Estou a pressentir um padrão aqui.

    Queres estar a par de todas as novidades? Calma!

    Prometemos que não te vamos chatear a toda a hora. Garantimos que te vamos enviar conteúdo de qualidade.

    Últimos Artigos

    Artigos Relacionados