A Hulu divulgou o trailer oficial para a terceira temporada de “A História de Uma Serva”, acenando com a muita aguardada história do nascimento de uma revolução quando o aclamado drama voltar a 5 de junho ao pequeno ecrã.

A temporada anterior da série girava em torno da resistência de June/Offred ao regime distópico e despótico de Gilead e a sua luta para atingir o sistema apesar de ter quase todas as hipóteses contra si.

Publicidade

A História de Uma Serva

“A História de Uma Serva” tem no seu elenco nomes já anteriormente sonantes mas que na série encontraram um ponto de viragem e desafio, nomeadamente Elisabeth Moss, Joseph Fiennes, Yvonne Strahovski, Samira Wiley, Alexis Bledel, Ann Dowd, Max Minghella, Madeline Brewer, O-T Fagbenle e Amanda Brugel.

Na temporada 3, juntam-se ao elenco de atores já conhecidos pelos seguidores da série os nomes de Christopher Meloni e Elizabeth Reaser, novas adições à já famosa adaptação do romance de Margaret Atwood.

“A História de Uma Serva” chega à Hulu através da MGM Television e Bruce Miller teve a seu cargo a criação, produção executiva e escrita do argumento. Na produção executiva juntam-se-lhe Warren Littlefield, Elisabeth Moss, Daniel Wilson, Fran Sears e Ilene Chaiken.

Margaret Atwood é em colaboração também produtora executiva da terceira temporada que se avizinha e a MGM é a distribuidora da série a nível internacional.

Já desde a temporada anterior, a série havia percorrido, contudo, caminhos que já se estendiam para lá do conteúdo do livro de Atwood e volta a fazê-lo novamente. Apesar desse caminho, o criador da série, Bruce Miller, admitiu que, por exemplo, as Colónias seriam um local a revisitar na temporada 3.

A História de Uma Serva

Desde que estreou, em abril de 2017, “A História de Uma Serva” tornou-se na primeira série disponível em plataformas de streaming a ganhar tanto nos Globos de Ouro como nos Emmy o galardão para Melhor Série Dramática.

Vê também: Filme de animação sobre Frida Kahlo a caminho

Para além de ser vencedora de 8 Emmy na categoria de drama, ganhou ainda mais de 30 prestigiados prémios até à data, incluindo o Peabody Award de 2018. Ao mesmo tempo, tornou-se na estreia de série mais vista na Hulu e o seu maior sucesso tanto junto da crítica como do público.

Neste ano em que June regressa em junho, no entanto, a série já não é elegível para os Emmy, já que ultrapassa a data limite de 31 de maio.