Nos anos 50 e 60, no auge do maoísmo na China, milhares de opositores políticos foram enviados para os chamados campos de reeducação, nome que escondia um modelo brutalmente opressivo, adotado por vários regimes comunistas por todo o mundo.

Ao longo deste documentário com mais de oito horas, a palavra é dada a uma dúzia de sobreviventes dos três campos do complexo de Jiabiangou, no Noroeste da China.

Um documentário monumental sobre a opressão na China maoísta, exibido em duas partes.