“Em Defesa de Jacob” é uma das novas séries da Apple TV+ com Chris Evans e Jaeden Martell nos papéis principais. Esta é uma análise com spoilers…

Já há algum tempo que estava com saudades de ver uma boa série de crime, a mais recente que vi foi Sharp Objects e fiquei com vontade de voltar a ver algo assim. Nos dias correntes em que as séries saem por completo e com todos os episódios disponíveis é raro conseguirmos sentir aquele slow burn de uma história recheada de mistérios.

Em Defesa De Jacob é a série perfeita para ser apresentada semanalmente e digo-vos, vale bem a espera. Mas o que esta série traz de novo a este género? Vale realmente a pena termos Apple TV+ para vermos? Acompanhem-me nesta crítica e, caso não queiram spoilers, vejam e depois voltem aqui! E agora sem mais demora, vamos falar sobre Jacob.

Em Defesa De Jacob é a mais recente série da Apple TV+ baseada no livro de William Landay e conta-nos a historia de Andy Barber (Chris Evans) um procurador-geral bem-sucedido e respeitado numa pequena cidade em Massachusetts cuja vida muda quando um jovem de 14 anos é encontrado morto no bosque junto da casa de Andy e o seu filho Jacob (Jaeden Martell) é acusado de ser o assassino.

Esta série tinha tudo para ser algo comum, uma historia sobre um miúdo acusado de um crime e a família a tentar provar a sua inocência. Porém não é esta a formula que nos apresentam, em vez disso focam-se na família, nos segredos que começam a vir à tona e mais do que isso, há outro grande mistério na historia: porque razão Andy está a ter uma audiência de instrução (espero que tenha escolhido o termo correcto).

À medida que vamos vendo, descobrindo pormenores e segredos, vamos nos apercebendo que tanto a mãe (Michelle Dockery) como o pai têm opiniões e suspeitas muito diferentes em relação ao filho. O que joga também com a própria perspectiva da audiência: será que Jacob é mesmo culpado? A resposta a este mistério…não é confirmado. Tal como os pais, a audiência está livre de julgar por si mesma se ele é mesmo culpado ou não o que torna esta serie ainda mais interessante.

No centro deste drama temos um pai e uma mãe com duas perspectivas opostas: a mãe cada vez se convence mais que o filho é culpado e de certa forma diferente do que se pode considerar “normal” e o pai que quer acreditar quase de forma cega na inocência do filho. Esta espiral de sentimentos é bem mostrada pelo constante ângulo da câmara que se foca nas nucas de determinadas personagens como de maneira a mostrar que está sempre ali uma duvida ou algo que simplesmente não querem enfrentar.

O elenco é fantástico com Chris Evans a mostrar que é muito mais do que apenas o Capitão América, para quem ainda tivesse duvidas. Michelle Dockery mostra-nos uma mãe cuja saúde mental vai-se deteriorando ao longo dos episódios e J.K. Simmons que apesar de só aparecer em alguns episódios como pai de Andy, mostra-nos mais uma vez como é um brilhante actor.

Em Defesa De Jacob é mais do que uma serie de crime, é um drama familiar em que vemos que num dia tudo pode mudar e que um evento pode causar uma avalanche de segredos e e sentimentos que de outra forma estariam enterrados. Cada membro da família tenta “defender” o Jacob da maneira que cada um acha mais correcto. Cada tentativa é um espelho da sua própria personalidade e da forma como encaram uma tragédia como esta. Vale a pena ver, rever até e quem sabe não aproveitar para ler o livro que contém uma resolução diferente.