CinemaDestaquesGuillermo Del Toro cria centro de animação no México

O sobejamente conhecido realizador Guillermo Del Toro, sobretudo depois de “A Forma da Água”, anunciou a criação do Centro de Animação Internacional de Guadalajara, no México, a sua cidade natal. Este centro dedicar-se-á ao cinema de animação de stop motion, soube-se após o anúncio feito este Sábado no Festival de Guadalajara, durante uma masterclass a cargo de Melissa Cobb, a vice-presidente da Netflix, em conversa com o próprio realizador. Os pormenores não foram divulgados de...
Cátia Santos Cátia SantosMar 10, 20195 min

O sobejamente conhecido realizador Guillermo Del Toro, sobretudo depois de “A Forma da Água”, anunciou a criação do Centro de Animação Internacional de Guadalajara, no México, a sua cidade natal.

Este centro dedicar-se-á ao cinema de animação de stop motion, soube-se após o anúncio feito este Sábado no Festival de Guadalajara, durante uma masterclass a cargo de Melissa Cobb, a vice-presidente da Netflix, em conversa com o próprio realizador.

Os pormenores não foram divulgados de forma muito esmiuçada mas fica no ar a ideia extremamente apelativa de que um dos mais criativos e inventivos cineastas da atualidade venha a dedicar-se a um estúdio de animação.

Para além de Guillermo del Toro ser um enorme embaixador do seu país, também no México a indústria local de animação tem vindo a crescer exponencialmente, pelo que faz sentido juntá-los ambos, sobretudo porque é possível a criação de bons filmes com poucos recursos.

Guillermo Del Toro

O anúncio surge numa altura em que Del Toro se encontra a realizar o seu filme de estreia de animação para a Netflix, “Pinocchio”, uma versão musical em stop-motion da clássica história para crianças.

Oficialmente, o centro de animação chamar-se-á Centro Internacional de Animación ou CIA, como jocosamente Del Toro referenciou, para animado gáudio dos fãs presentes.

Vê também: “A Maldição de Hill House” renovada pela Netflix

Não oficialmente, chama-se, por outro lado, Taller del Chucho ou A Oficina do Cachorrinho, encorajando o público predominantemente jovem que queira seguir uma carreira na animação a juntar-se ao centro e fazer qualquer trabalho que esteja disponível.

O papel do CIA será o de dar suporte à emergente indústria da animação em stop motion que já existe em Guadalajara mas também criar uma rede de ligações com o exterior, nomeadamente com produtoras para ali levarem os seus workshops.

Cátia Santos

Cátia Santos

Sou apaixonada pelo cinema e pela escrita mas a minha primeira paixão foi a História. Em cada uma destas paixões estou como quando respiro e quero continuar a respirar assim.