CinemaDestaquesMatérias EspeciaisHenry Cavill e Ben Affleck fora do DCEU? O que irá implicar?

Ainda nenhuma fonte oficial confirmou a saída de Henry Cavill do DCEU, no entanto, o buzz em volta do tema já se está a fazer sentir. É de salientar que a saída de Ben Affleck também parece uma hipótese cada vez mais plausível. O que irá implicar a saída dos atores do universo que a DC Comics tem tentado criar (e aguentar)? No caso de Ben Affleck, já desde o ano passado que os rumores...
Set 13, 201814 min

Ainda nenhuma fonte oficial confirmou a saída de Henry Cavill do DCEU, no entanto, o buzz em volta do tema já se está a fazer sentir. É de salientar que a saída de Ben Affleck também parece uma hipótese cada vez mais plausível. O que irá implicar a saída dos atores do universo que a DC Comics tem tentado criar (e aguentar)?

No caso de Ben Affleck, já desde o ano passado que os rumores surgiam fortes e constantes. Contudo, é a possível saída de Henry Cavill do seu papel como o Homem de Aço que mais buzz tem gerado. Não há, para já, confirmações oficiais, tanto de um lado como do outro. No entanto, caso aconteça, o que significará isto para o DCEU (DC Extended Universe)?

Vê ainda: Filme a solo da Supergirl no DCEU ganha finalmente luz verde

Uns dizem que aparentemente a Warner estaria mais focada num filme de Supergirl. Algo que terá levado a desentendimentos entre Cavill e o estúdio. Outros afirmam que os problemas começaram quando Cavill aceitou protagonizar “The Witcher” da Netflix; o que teria causado complicações na agenda do ator para com a Warner. Já para não falar que o cameo em “Shazam” também terá ficado por terra com esta desavença recente. Apesar de se manter confirmada a participação do ator na continuação de Liga da Justiça em 2019, o futuro de Henry Cavill no projeto está cercado de incertezas.

Por agora, a resposta do ator à sua possível saída do universo é a que se segue:

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Today was exciting #Superman

Uma publicação partilhada por Henry Cavill (@henrycavill) a

No caso de Ben Affleck, a saída será mais provável de acontecer. Menos por motivos de insatisfação por parte do ator, mas mais por questões de saúde. Affleck, apenas este ano, já foi a reabilitação duas vezes. Algo que certamente irá ter impacto em muitas propostas de papéis, especialmente no de Batman. Caso esta questão realmente cause interferência na carreira do ator o preço será caro. Tanto por questões da apólice de seguro, como pela reputação já fraca do DCEU.

DCEU
Affleck como Bruce Wayne/ Batman no filme “Batman v. Superman” (2016)

Quer saia um deles, quer saiam ambos, tal implicará um golpe ainda mais duro que o fracasso de “Liga da Justiça” nas bilheteiras. Até ao momento, o filme mais bem sucedido do DCEU (à escala mundial) foi “Batman vs Superman”. Tendo sido apenas “Mulher Maravilha” a produção que arrecadou valores próximos do primeiro filme em questão. Contudo, receitas nem sempre significam feeback positivo. Algo que se sentiu após “Batman vs Superman”, piorou com “Suicide Squad” e caiu por terra com “Liga da Justiça”. Ainda que, pelo meio, “Mulher Maravilha” tenha ajudado a recuperar algum interesse nos projetos do DCEU.

Escusado será dizer que, no que toca ao grande ecrã, a MCU (Marvel Cinematic Universe) está a dominar o interesse dos amantes da sétima arte. Apesar de eles próprios estarem a passar por uma crise com a questão em torno de James Gunn.

Ver Também: Elenco de “Guardians of the Galaxy” assina carta aberta por James Gunn

Se há notícia que possa servir de consolo aos fãs da DC é que os seus pontos fortes continuam-se a notar nos seus comics e nos videojogos. Infelizmente talvez um universo cinemático não seja algo no qual consigam ter sucesso nos próximos tempos. Isto quer pelas escolhas do estúdio (algo que não tem batido certo com os fãs da DC de todo), quer pelos problemas que poderão estar atualmente em causa.

DCEU
Print da intro do DCEU

No caso do DCEU fracassar, talvez seja até pelo melhor que estas personagens simplesmente apareçam em filmes individuais, fazendo (ou não) ocasionais crossovers. Sem compromissos, sem universos em comum e sem a pressão de um grande estúdio.

Por outro lado, numa perspetiva mais otimista, esta poderá também ser uma oportunidade de a DC tentar novamente no grande ecrã. Dissipando-se o projeto do universo cinematográfico, terminam diversas pressões internas e abrem-se novas possibilidades. Quem sabe se não será assim que haveria mais espaço para explorar novas ideias cinematográficas.

Alguma vez irá o DCEU conseguir erguer-se novamente ou voltar a captar o interesse do público? O tempo o dirá, mas dificilmente será esse o caso, caso o estúdio não compreenda aquilo que os fãs da DC Comics desejam realmente ver.

Sara Sampaio

Natural do Porto. Formada em Ciências da Comunicação e apaixonada por escrita e fotografia. Começou a colaborar para o Cinema Pla'net em 2016.