CinemaDestaquesFestivais de cinemaLondon Film Festival 2018

Não há nada como chegar a Southbank para começar mais uma semana e meia de festival de cinema! Neste segundo ano em que marcamos presença, chegamos ao BFI preparados para a seleção de filmes e convidados que nos esperam! Confessámos que este ano está recheado de filmes fantásticos, novos cineastas e conversas com artistas que nos deixaram inspirados! O festival arrancou com a estreia de “Widows” de Steve McQueen. Estrearam igualmente outros filmes, como “The...
Nov 6, 20188 min

Não há nada como chegar a Southbank para começar mais uma semana e meia de festival de cinema! Neste segundo ano em que marcamos presença, chegamos ao BFI preparados para a seleção de filmes e convidados que nos esperam! Confessámos que este ano está recheado de filmes fantásticos, novos cineastas e conversas com artistas que nos deixaram inspirados!

O festival arrancou com a estreia de “Widows” de Steve McQueen. Estrearam igualmente outros filmes, como “The Favourite”, “Beautiful Boy”, “Suspiria”, “The Man Who Killed Don Quixote”, entre muitos outros. Tivemos convidados como Alfonso Cuarón, que veio promover o seu filme mais recente “Roma”, e Keira Knightley conversou sobre o seu trabalho em “Colette”. Sem dúvida das atividades mais satisfatórias do festival, onde pudemos envolver-nos com o trabalho e paixão destes artistas e comunicar as nossas perguntas mais latentes.

Vê também: Christopher Plummer em negociações para se juntar a “Knives Out”

Os Afternoon Teas, mais uma vez apresentados no Mayfair Hotel, foram imensamente interessantes e tive a oportunidade de entrevistar cineastas dos mais variados estilos e que cujas entrevistas irão estar disponíveis em breve no nosso site. Um ambiente profissional e os convidados estiveram mais do que dispostos e com energia para falarem dos seus projectos.

London Film Festival 2018

Marcamos presença na passadeira vermelha do filme “Life Itself” onde conversamos com o realizador Dan Fogelman, mais conhecido pela sua serie “This is Us”, e a atriz Olivia Cooke. O realizador revelou-nos o que o inspirou na sua própria vida:

Viver uma vida durante quarenta anos (risos). Eu tive uma vida preenchida de momentos lindos e maravilhosos que me aconteceram mas também momentos de tristeza e tragédia inesperadas. E eu tentei encontrar um balanço entre ambos. O facto de ter perdido a minha mãe há dez anos atrás de maneira tão inesperada e ter conhecido a minha esposa um ano depois no mesmo dia exato. Tento fazer algum sentido de tudo isso e de todas as coisas más, mas as coisas bonitas também e que nos fazem seguir em frente.

Houve alguma coisa que o realizador tenha alterado no argumento quando chegou às filmagens?

Excelente pergunta, não alterei praticamente nada. Porém o Oscar (Isaac) e a Olivia (Wilde) tiveram uma química tão fantástica que eu deixei-os improvisar!

London Film Festival 2018

Olivia Cooke representa uma personagem com as emoções à flor da pele, intensa e quase assustadora. A atriz conta como foi viver esta personagem:

Foi tudo eu! Não tive que representar! (risos) Estava tudo tao nítido no argumento! E não foi difícil olhar para trás e pensar em momentos em que me senti mais hormonal ou mais intensa. O que me separa desta personagem é que eu interiorizo os meus sentimentos ao passo que ela deixa-os sair, sem se desculpar, ela mostra quem é e quem quiser que aceite!

Vamos ficar a aguardar impacientemente pela próxima edição do festival! Desta vez esperemos trazer-vos muito mais aventuras, notícias, passadeiras vermelhas e entrevistas com artistas. Para finalizarmos deixamos-vos a nossa lista dos dez melhores filmes que passaram pelo festival:

  • The Favourite de Yorgos Lanthimos
  • Widows de Steve McQueen
  • The Sisters Brothers de Jaques Audiard
  • The Front Runner de Jason Reitman
  • The Old Man & The Gun de David Lowery
  • Suspiria de Luca Guadagnino
  • The Man Who Killed Don Quixote de Terry Gilliam
  • If Beale Street Could Talk de Barry Jenkins
  • Stan and Ollie de Jon S. Baird
  • A Private War de Matthew Heineman
London Film Festival 2018
Maria J.Lima e Ren Vieira
Maria Lima

Maria Lima

M.J.Lima nasceu no Porto onde estudou Teatro Contemporâneo e Dança. Depois de quase 10 anos no mundo do espetáculo decidiu ir viver para Londres. Em 2015 publicou a sua primeira banda desenhada com a Chiado Editora, Patient EV-136, e está a trabalhar em novos projectos.