A comédia de ação do ano passado teve uma receção geralmente positiva. O trio de atores e o realizador já estão confirmados.

“O Guarda-Costas e o Assassino” foi a terceira longa-metragem do australiano Patrick Hughes, responsável por “Os Mercenários 3”. Com a estreia nas salas de cinema portuguesas no dia 24 de agosto do ano passado, o filme trata-se de uma comédia governada pelos vaivéns e conflitos entre os personagens do canadiano Ryan Reynolds e do americano Samuel L. Jackson, conseguindo transcrever-se para o género das paródias conscientes de diversos filmes do género. Particularmente, um dos posters é uma recriação do de “O Guarda-Costas”, de 1992, protagonizado por Kevin CostnerWhitney Houston. A falecida cantora popularizou precisamente no filme a sua versão de ‘I Will Always Love You’, a música originalmente interpretada por Dolly Parton em 1974.

Publicidade
Vê também: 18 anos depois, Ridley Scott confirma a sequela de “Gladiador”

O Guarda-Costas e o Assassino

No elenco, além das estrelas principais, estavam Salma Hayek, Élodie Yung, Gary Oldman, bem como o português Joaquim de Almeida. O filme “O Guarda-Costas e o Assassino” acompanhou Michael Bryce (Ryan Reynolds), o melhor guarda-costas do mundo, na sua tentativa de proteger Darius Kincaid (Samuel L. Jackson), o assassino mais letal do mundo, de uma ameaça global.

O filme de 2017 arrecadou um total de 176.6 milhões de dólares, face a um orçamento de 69 milhões. A sequela não tem ainda data de estreia, no entanto. Esta, de nome “The Hitman’s Wife’s Bodyguard”, será novamente escrita por Tom O’Connor, e realizada por Patrick Hughes. A dupla de atores principais também regressará, assim como Salma Hayek, que interpretou Sonia Kincaid, a esposa do referido assassino. Esta terá, assim, claramente um maior destaque.