O biopic sobre o cantor Boy George ganha cada vez mais relevo, alavancado grandemente pelo sucesso de filmes biográficos como “Bohemian Rhapsody” ou “Rocketman”, e que tem ditado que outras películas do género tenham grandes probabilidades de vir a ser uma realidade. O filme encontra-se em desenvolvimento, tendo sido notícia já em maio deste ano.

A estrela da Pop dos anos 80, entretanto, expressou o seu interesse em que a estrela de “A Guerra dos Tronos”, Sophie Turner, pudesse interpretá-lo no filme, em declarações ao programa da manhã da rádio australiana Nova 96.9 Fitzy and Wippa.

Publicidade

O cantor mencionou que tem havido várias sugestões para o papel, mas considera que a mais interessante é a atriz que interpretou Sansa na conhecida série épica da HBO que terminou há pouco tempo a sua exibição. Sophie Turner já tornou público que teria todo o interesse em assumir este papel, através da sua conta de Twitter.

Boy George (nascido George O’Dowd) abordou ao mesmo tempo o quanto a ideia mereceu críticas, pelo facto de uma mulher poder vir a interpretar um homem gay no cinema. Apesar de tudo, o cantor refere que quando tinha 17 adoraria ter sido como Sophie e a realidade é que ambos partilham semelhanças.

O filme foi anunciado em maio, como mencionado anteriormente, mas ainda não tem título ou data de estreia, por isso é muito provável que se continue a ter mais informações ao longos dos próximos tempos.

Sabe-se, para já, que é a MGM que está por detrás desta produção e que a realização e o argumento estarão a cargo de Sacha Gervasi, que foi responsável pelo biopic de 2013 sobre Alfred Hitchcock “Hitchcock” e “Anvil: The Story of Anvil”.

O filme irá retratar a vida do cantor desde a sua infância em Woolwich, sudoeste de Londres, com os seus pais irlandeses e 4 irmãos, até à ascensão na nova era romântica da Pop em Londres, ajudado e vestido por Malcolm McLaren.

Foi parte integrante dos Culture Club, uma das bandas mais bem sucedidas dos anos 80, com conhecidos temas que foram grandes êxitos (até hoje), como Do You Really Want to Hurt Me? ou Karma Chameleon. Continuou depois a sua carreira a solo nos anos 90 e também atuou no musical do West End “Taboo”. Mais recentemente, esteve presente em programas de televisão como o The Voice.

Conhecido, fora da música, pelo seu estilo andrógino e pela ambivalência em relação à sexualidade, passou muitos anos pela dependência da heroína, foi detido por posse de cocaína em 2005 e 3 anos depois cumpriu 4 meses de prisão por agressões a um acompanhante masculino.

Vê também: “Rocketman” – Um Biopic Surrealista

Em 2010, George foi interpretado pelo ator Douglas Booth no drama para televisão “Um Rapaz Chamado Boy George”, mas agora surge a possibilidade polémica (segundo os críticos) de uma mulher o fazer, esquecendo-se por momentos que, de forma brilhante, Cate Blanchett interpretou Dylan no filme de 2007 “I’m Not There – Não Estou Aí”.