Críticas de TelevisãoDestaquesNetflixDaredevil – O regresso de Matt Murdock (3ª temporada)

A expetativa era grande já que Daredevil tem habituado os seus espetadores a histórias entusiasmantes e personagens memoráveis. Para além disso, após o desfecho de The Defenders, muitos se questionaram sobre como Matt Murdock ainda estaria vivo e como iria lidar com tudo o que aconteceu. Matt Murdock sobrevive aos acontecimentos de The Defenders mas não sem mazelas, tanto físicas como psicológicas. Murdock depara-se com uma crise existencial após a morte de Elektra, questionando Deus...
Marta Pereira Marta PereiraOut 19, 201890/1006 min
Género
Ação, Drama, Crime
Estreia
19 OUT. 2018
Distribuidor
Netflix
Overall Score
Rating Overview
Realização
90%
Argumento
80%
Representação
100%
Montagem
90%
Fotografia
90%
Rating Summary
Com base nos primeiros seis episódios desta nova temporada, Daredevil continua a afirmar-se como a série mais forte da parceria entre Marvel e Netflix.

A expetativa era grande já que Daredevil tem habituado os seus espetadores a histórias entusiasmantes e personagens memoráveis. Para além disso, após o desfecho de The Defenders, muitos se questionaram sobre como Matt Murdock ainda estaria vivo e como iria lidar com tudo o que aconteceu.

Matt Murdock sobrevive aos acontecimentos de The Defenders mas não sem mazelas, tanto físicas como psicológicas. Murdock depara-se com uma crise existencial após a morte de Elektra, questionando Deus e tudo o que o rodeia. O super-herói tem uma escolha difícil pela frente… Reconstruir a sua vida ou abandoná-la e tornar-se o Diabo de Hell’s Kitchen a tempo inteiro.

No entanto, essa luta interna é ofuscada quando Wilson Fisk regressa, determinado a reaver o seu império e proteger Vanessa. Para isso, Fisk decide colaborar com o FBI e fornece informações sobre grandes criminosos presentes em Hell’s Kitchen.

Nos primeiros seis episódios desta nova temporada também é introduzida a tão esperada personagem Bullseye. Daredevil introduz esta personagem devagar, revelando o seu passado e mostrando tudo o que levou o agente do FBI Ben Poindexter a tornar-se num temível e perigoso vilão.

Vê também: Sorry for Your Loss – o Facebook sabe fazer séries (1ª temporada)

Não é tarefa fácil reunir personagens tão fortes e complexas, e muito menos continuar a desenvolvê-las sem perder o interesse dos espetadores. Mas Daredevil consegue superar esse desafio sem dificuldade graças a um argumento construído cuidadosamente e a um elenco competente. A tensão, o suspense e os plot twists são características chave que fazem com que a série resulte tão bem.

A terceira temporada continua a não desiludir em termos de performances. Vincent D’Onofrio continua a demonstrar ser perfeito para o papel de Kingpin mas a surpresa desta temporada é o ator Wilson Bethel. Bethel consegue transformar a raiva de Bullseye em cenas memoráveis e rouba o protagonismo em todas as cenas em que surge.

Por outro lado, os planos de ação continuam a deslumbrar qualquer fã. O facto de Murdock ainda estar debilitado torna as cenas de ação mais reais e interessantes. Daredevil tem nos apresentado uma cena de ação por temporada que nos deixa boquiabertos e que nos obriga a fazer rewind para rever e apreciar completamente. Esta temporada não é exceção. No quarto episódio, há uma hipnotizante sequência de luta de dez minutos filmados ininterruptamente que irá surpreender todos os fãs.

Com base nos primeiros seis episódios desta nova temporada, Daredevil continua a afirmar-se como a série mais forte da parceria entre Marvel e Netflix. Apresentando alguns dos melhores momentos dramáticos da série, esta terceira temporada poderá muito bem ser a melhor até ao momento.

A 3ª temporada de Daredevil tem estreia marcada para 19 de outubro, na Netflix.

Marta Pereira

Marta Pereira

Obcecada por séries, cinema, literatura e fotografia.