CinemaFestivais de cinemaNotícias de CinemaFeminista Film Festival 19 – Histórias no feminino

No ano passado tive a minha primeira experiencia neste festival que, na altura, foi de apenas um dia. Este ano regressou maior e melhor! No centro de Londres, mais precisamente no Soho Hotel, tivemos dois dias preenchidos de documentários/curtas-metragens que reflectem e nos contam vidas de mulheres e meninas que estão a mudar o Mundo e a percepção sobre o que é possível. Desde desporto ao ativismo até ás artes vem descobrir o que vimos neste fim de semana. Atenção, alguns destes filmes são F-Rated (filmes realizados e/ou escritos por mulheres)

No ano passado tive a minha primeira experiência no Femenista Film Festival. Este ano regressou maior e melhor!

O Femenista Film Festival teve lugar centro de Londres, mais precisamente no Soho Hotel, tivemos dois dias preenchidos de documentários/curtas-metragens! Estes contam  contam vidas de mulheres e meninas que estão a mudar o Mundo e a percepção sobre o que é possível ou não. Desde desporto ao ativismo até ás artes vem descobrir o que descobrimos neste fim de semana.

Atenção, alguns destes filmes são F-Rated (filmes realizados e/ou escritos por mulheres)

Sexta-feira começou pelas sete e meia com quatro filmes, entre eles, uma longa-metragem. Sábado foi então, dividido em duas partes. De tarde tivemos duas horas intensas preenchidas por seis filmes. De igual forma, á noite tivemos mais seis, mas desta vez, acompanhado por um Q&A com Fiona Oakes do filme: “Running for Good”.

Ver Também: Raindance Film Festival ’19 | A minha viagem pelo cinema independente
Fiona Oakes : “Running for Good”

Dan Mucha, organizador e fundador deste festival contou-nos o que é diferente este ano:

Exibimos filmes que mostram uma variedade de temas… No ano passado focamos apenas o desporto e as artes, desta vez demos oportunidade a todas as historias e profissões de forma a mostrar que há uma enorme diversidade de role models. Este ano é, ainda mais , especial porque temos a presença das mulheres que participaram nestes filmes!

Confesso que foi quase impossível escolher o melhor filme. Todos os que assisti foram incríveis, diferentes, emocionantes! Porém este foi o que causou mais impacto, não só pela historia como também pela realização/edição:

“Break On Through” de Matty Hong, Peter Mortimer e Nick Rosen conta-nos o percurso de Margo Hayes, uma rapariga de apenas dezanove anos, que fez historia na escalada desportiva. A personalidade contagiante e determinação de Margo faz com que este documentário seja não só entretido como também inspirador para qualquer pessoa, principalmente raparigas, que queiram ultrapassar as suas próprias barreiras. Quando falei com Dan perguntei-lhe qual tinha sido o critério de escolha para os filmes deste ano:

O critério é sempre este – Este filme conta uma história importante e inspiradora para mulheres e meninas? Este filme conta essa história de forma a que publico se sinta inspirado em saber mais sobre estas mulheres e meninas?

Chegou a hora de atribuir os prémios e deixo aqui a lista dos vencedores:
  • Prémio Brave Girl: “Sarah” (realizado por Boryana Ivanova)
  • O Prémio Community Role Models: Jen Keurner e Anne Keller“Life of Pie” (criado por Felt Soul Media)
  • Prémio Epic Adventurer: Sarah Outen-“Home” (realizado por Jen Randall)

O que podemos esperar da próxima edição deste festival? Dan Mucha revela-nos:

Iremos voltar certamente no próximo ano em Setembro com mais um festival. Mas este ano também lançamos uma iniciativa – Feminista Tour – onde organizações ou indivíduos poderão visionar os filmes que passaram no nosso Festival para as suas comunidades. Já temos organizações interessadas como o “The Girls Network” e a “Kings College London”.

Nós por aqui não poderíamos estar mais ansiosos para  saber o que virá, que filmes serão projectados no próximo ano e que surpresas nos aguardam. Quem sabe se alguns dos nossos leitores se juntarão a nós, em Londres,  para um fim de semana de celebrações no feminino!

 

 

Segue-nos nas redes sociais!