“Bloodshot”, o filme solo de origem do personagem homónimo, mesmo tendo começado a ser filmado há uns dias, já sofreu uma alteração. 

Foi anunciado recentemente que o galês Michael Sheen (“Frost/Nixon”, “Masters of Sex”) teve de sair do elenco de “Bloodshot”, da Columbia Pictures. A alteração deve-se a conflitos de calendarização. Isto porque Michael Sheen estará brevemente ocupado em novos projetos, desta vez, cinematográficos. Logo depois de ter acabado as filmagens de “Good Omens”, a nova série da Amazon Prime, de “Slaughterhouse Rulez”, uma comédia de terror, e de “Apostle”, um thriller da Netflix.

Ver também: SDCC 2018 – Frances McDormand será Deus em “Good Omens”, a nova série da Amazon

Por isso, prevendo a possibilidade da saída necessitada de Michael, os produtores tinham o ator inglês Guy Pearce (“L.A. Confidencial”, “Memento”) em mente para se encarregar do personagem daquele. O ator entrou de imediato em negociações e é muito provável que tal alteração se cumpra.

Outra novidade acerca do filme é que os personagens já foram revelados… Ainda que, todavia, sem muita informação. Caso Guy se junte a “Bloodshot”, interpretará o Dr. Emil Harting, sobre o qual ainda não se conhece nada.

Com este novo projeto no seu currículo, Guy poderá juntar-se a Vin Diesel, que protagonizará, e igualmente a Tallulah Riley, o par romântico de Vin, à dupla de cientistas Alex Hernadez e Lamorne Morris e à outra dupla Toby Kebbell e Jóhannes Haukur Jóhannesson, que interpretarão os antagonistas Axe e Nick Baris, respetivamente. No entanto, ainda não se sabe nada acerca dos personagens de Sam Heughan e de Eiza González.

Ver também: Vin Diesel anuncia o começa da produção de “Bloodshot”

“Bloodshot” foi escrito por Eric Heisserer e Jeff Wadlow. Curiosamente, será a primeira longa-metragem de Dave Wilson. O filme de super-heróis, com traços de ação e ficção científca, deverá chegar à América no dia 21 de fevereiro de 2020. Não há ainda, no entanto, datas conhecidas para a estreia em Portugal.